Conectado por

AL/MT

Janaína diz que Emanuel desconhece o próprio partido e que MDB não cogita lançá-lo candidato a governador do MT


Compartilhe:

Publicado por

em

A vice-presidente do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) em Mato Grosso, deputada estadual Janaína Riva, fez duras críticas ao atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), após o gestor não comparecer ao encontro realizado esta semana, em Chapada dos Guimarães. Segundo a parlamentar, o gestor desconhece o próprio partido e não tem autonomia para dizer que será candidato ao governo do Estado pela sigla.

“O Emanuel nunca foi em um evento do partido. Eu não me lembro de ter visto. Se não me engano, teve um evento que ele compareceu, mas acho que foi antes mesmo de ser candidato à reeleição. É isso que mais me incomoda, porque ele insiste em dizer que será candidato a governador pelo partido e sequer conhece o partido direito. Eu não gosto desse uso do partido. Ele não tem autonomia e nem condições de dizer que tem apoio do MDB, porque ele desconhece o partido, desconhece os atos do partido”, disse Janaína, em entrevista à TV Vila Real de Cuiabá.

A parlamentar também ressaltou que, no momento, “o partido sequer coloca qualquer hipótese, probabilidade, de ele (Emanuel) ser candidato. Isso na reunião sequer foi tratado. Ninguém nem perguntou sobre o assunto. É algo que, hoje, para o partido, é fora de cogitação.”

Ela ainda avaliou como um erro a ausência de Emanuel, que alegou que não iria comparecer porque o evento seria “um palanque político” para o governador Mauro Mendes. “Eu acho que o Emanuel cometeu um erro em não comparecer. Até porque você discute a divergência partidária dentro do partido. O governador ficou lá durante uma hora e meia. Depois ficaram todos os prefeitos, deputados. A gente debateu políticas públicas para o Estado de Mato Grosso”.

A previsão é que o MDB apoie a candidatura à reeleição do governador Mauro Mendes e isole o prefeito de Cuiabá. O presidente estadual do partido, deputado Carlos Bezerra, manifestou que a sigla seguirá com Mauro até concluir seu mandato, ano que vem, sinalizando que deve se manter na coligação a ser firmada em 2022. “Estamos prontos para qualquer embate e essa reunião visa dar um preparo para o partido e aos prefeitos novos, com pouco vivência. Vamos fazer política com qualidade”, disse, durante o encontro.

Cauteloso, Mauro evitou abordar candidatura à reeleição e recordou que o MDB esteve no arco de aliança que o elegeu e que apesar de determinados atritos busca manter um bom relacionamento com os aliados. O partido tem uma secretaria no governo (a de Agricultura Familiar) e cargos no 2º escalão.

“Como governador venho aqui em respeito à aliança política que nós temos e a base de sustentação do governo na Assembleia. O MDB é um partido que me apoiou em 2018 e tem me apoiado ao longo do mandato. Isso é a manutenção de um trabalho conjunto e sempre estamos buscando ter um bom relacionamento. O próprio Bezerra disse aqui que deseja estar ao nosso lado até o final do nosso mandato e é esse o compromisso que nós temos”, disse Mauro Mendes.

Além de Mauro participaram os secretários estaduais Mauro Carvalho, da Casa Civil, e Marcelo Oliveira, de Infraestrutura, além do emedebista Silvano Amaral. O senador Wellington Fagundes (PL) também prestigiou o encontro.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: Angelo Varelo/assessoria)

Sonoticias.com.br

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento