Conectado por
Governo de Rondônia

Economia

IR 2018: Receita diz que não posso corrigir a declaração. E agora?

Publicado por

em


Continua após a publicidade

O internauta Sergio está com um problema para entregar a sua declaração do Imposto de Renda. Ao tentar corrigir a declaração do IR 2018 e enviá-la, o programa apontou um erro e não permitiu a transmissão, informando que “foi excedido o limite para entrega pela internet de declarações retificadoras para o CPF.”

Agora ele pergunta se é possível resolver de alguma forma que não o obrigue a ir até uma unidade da Receita Federal. Será que é possível?

Programa apontou erro na gravação

Resposta: Não.

Segundo o supervisor regional do Imposto de Renda em São Paulo, Valter Koppe, o contribuinte só vai conseguir entregar a nova correção se fizer o que está escrito no aviso de erro: gravar a declaração em uma mídia removível e levar para uma unidade da Receita Federal.

“Ele só terá que entregar a declaração, não vai ser objeto de fiscalização imediata da Receita”, diz.

Koppe explica que há um monitoramento inteligente para tentar coibir fraudes. “Dependendo do número de vezes que a pessoa tenta retificar, há esse bloqueio automático”, diz.

O auditor diz que esse bloqueio ocorre após um determinado número de vezes e também do período que são feitas as retificações, mas não informa o número exato que deflagra o controle.

Todos os que excedem o número de retificadoras são analisados para verificar o que estavam tentando mudar. É para impedir as tentativas de fraude.

O que acontece se não retificar?

Se não retificar a declaração, ela irá continuar com o problema que o contribuinte estava tentando resolver, o que pode levar a cair na malha fina. Por isso, é importante que o contribuinte guarde, por cinco anos, todos os documentos que comprovem a verdade daquilo que foi declarado.

“O certo é que fica uma marca no número de retificadoras recebidas e se houver algum indício de fraude a Receita poderá convocar o contribuinte posteriormente para que justifique sua declaração”, diz.

Curta no Facebook

Se ainda tiver mais dúvidas sobre economia, dinheiro, direitos e tudo mais que mexe com o seu bolso, envie suas perguntas para “O que é que eu faço, Sophia?” pelo e-mail [email protected]

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *