Conectado por

Elza Amorim Carvalho

Intransponível dor – Por Pra. Elza Amorim Carvalho


Compartilhe:

Publicado por

em

[…]Seja forte e corajoso! Não se apavore nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar”. Josué 1:9

Tem ocasião em nossa vida que o vento sopra tão forte que nos faz envergar.
Tem situações que nos acontecem que arrança toda a terra de debaixo dos nossos pés.
Tem fatos que nos sucedem que destrói a alegria do nosso coração.
O que fazer em momentos como estes?
No momento que parece ter sido cravada uma espada em nosso peito?

Não se entregar ao fato e o mais eficaz para quem não quer permanecer destroçado. Lutar é preciso,  principalmente, quando agente não tem mais forças para lutar.

Querer viver é indispensável para quem foi acometido pelas desilusões.
A vida é como uma bola, qualquer movimento a leva a girar.
Então, é preciso se esforçar para não continuar no estado em que se encontra, por baixo, moído, sufocado.

É preciso desejar com todas as forças que ainda lhe resta, vencer, para então, conseguir, sair de debaixo do julgo das amarguras.

Não é fácil reagir quando a alma só quer chorar.
Não é fácil se levantar,  quando o chão parece ser o lugar mais alto ao nosso alcance.
Nestas horas, superar e si vencer, é necessário.
Não aceitar o sofrimento como uma meta de vida, ajuda sair do cativeiro.

Dores, por menores que elas sejam, doem, ferem, machucam, enstristece a alma, abate o espírito,  e fragiliza o corpo.

A dor da perda, dilacera.
A dor da traição destrói os mais belos sonhos.
A dor da injustiça,  deixa o coração em pedaços.
A dor da ingratidão rompem até os lacres sagrados.
As dores, têm o poder para levar a sua vítima a sepultura.

Por isso, as horas de dores requer de nós um posicionamento brusco. Ou as suportamos e nos erguermos,  ou então elas nos levará a morte.

Tem dor que de tão ordinária, ela sangra por dentro de nós, sem parar.
Tem dor que de tão forte, parece ficar intransponível para a cura.
Tem dor, que parece que nunca mais irá passar.
Tem dor, que infelizmente, a carregaremos para sempre.

Porém, não podemos permitir que as muitas dores desta vida venham a nos destruir.
Não importa quão profunda, amarga e cruel ela seja,  nós temos que a dominar. Afinal, quem tem que permanecer vivos, somos nós.

Eu não sei qual é a dor do teu coração neste dia,  também eu não vou te dizer que sei a cura.
Mas eu sei de uma coisa,  seja forte, espere o tempo passar e principalmente, confia em Deus, que Ele vai te dar forças, estratégias e sabedoria para você sair desta situação.

Acredite este não será o teu fim, Deus tem novidades para tua vida,  breve, esta dor ficará amortecida e empilhada no teu passado.

Apenas Confia em Deus.

Pra Elza Amorim Carvalho.
[email protected]

(Mesmo que eu não tenha respondido os e-mails, tenho colocado todos os pedidos de oração nos pés do Senhor)

# Repasse esta mensagem, # alguém precisa lê-la.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *