Conectado por
Governo de Rondônia

Mato Grosso

Instituto dissemina o protesto extrajudicial em Mato Grosso

Publicado por

em


Continua após a publicidade

O Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil Seção Mato Grosso (IEPTB-MT) está disseminando o protesto extrajudicial no Estado como forma de proporcionar às pessoas físicas e jurídicas condições de recuperarem seus créditos juntos aos inadimplentes. Conforme a presidente do Instituto, Velenice Dias, uma das formas utilizadas é a realização de palestras.

“Estamos trabalhando intensamente na divulgação do protesto extrajudicial em todo o Estado. Temos participado de inúmeras reuniões com associações comerciais e empresariais explicando o funcionamento do protesto e sua vantagem em relação ao processo de execução. Com o protesto, o índice de recuperação de crédito de títulos privados supera 65% em até três dias úteis após a intimação da pessoa que deu causa à inadimplência, ou seja, garante aos credores efetividade no recebimento de seus créditos”, destaca Velenice Dias.

Ela explica que as reuniões promovidas pelo Instituto de Protesto são esclarecedoras. “O que temos percebido é que muitas pessoas se sentem inseguras em utilizar o protesto extrajudicial, talvez por não conhecerem a fundo seu funcionamento. Mas, estamos mudando este cenário. O protesto é uma ferramenta simples, bastando ao credor comparecer ao cartório de protesto da sua cidade e apresentar o título ou documento de dívida para ser protestado, o que também pode ser feito pela internet. Tudo é gratuito ao credor. Ao apresentar o documento, o cartório intimará o devedor para quitar a dívida no prazo de três dias úteis. Se ele pagar, o credor recebe o dinheiro, mas, se nada fizer, o protesto é lavrado e o inadimplente fica impossibilitado de obter financiamento, abrir conta em bancos, sem contar que seu nome também é inserido nos órgãos de proteção ao crédito”.

Velenice Dias conclui afirmando que as apresentações têm surtido efeito. “Temos conseguido êxito nas apresentações sobre o protesto e muitos convênios foram firmados, o que vem sendo produtivo para diversas empresas, as quais já estão reduzindo seus índices de inadimplência”.

Podem firmar convênios com o Instituto de Protesto condomínios, escritórios de advocacia, de contabilidade e outros ramos profissionais, conselhos de classe, prefeituras, procuradorias de fazenda nas esferas municipal, estadual e federal, instituições financeiras, indústria, comércio, empresas, dentre outras entidades.

Para ser parceiro do Instituto e/ou saber mais detalhes de como enviar títulos e documentos de dívidas a protesto, entre em contato pelo telefone (65) 3621-3046 ou mande e-mail para [email protected].