Conectado por

Medicina

Insolação: quais os efeitos no corpo?


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

As estações mais quentes são um prato cheio para esse problema, as férias, então, nem se fala. Por isso vale reforçar os cuidados, principalmente das crianças. Preparamos um texto bem explicativo para você entender como prevenir e tratar a insolação. Vamos ver!

O que é insolação?

A insolação é uma condição séria provocada pelo excesso de exposição ao sol e ao calor intenso. Ela acontece quando a temperatura do corpo ultrapassa 40ºC, fazendo com que o mecanismo de transpiração falhe e o corpo não consiga se resfriar e isso pode causar sérias consequências. “O organismo humano funciona bem com temperaturas entre os 36,5 °C e os 37 °C“, completa a dermatologista Luanna Patrício.

O quadro de insolação merece uma atenção especial porque com o aumento rápido da temperatura corporal, se perde muita água, sais e nutrientes importantes para a manutenção do equilíbrio do organismo, o que provoca a falta de bem estar.

É importante lembrar que a condição da insolação está bastante associada ao clima quente e seco, mas também pode ocorrer em ambientes úmidos.

Consequências da insolação

– Sensação de mal estar

– Vermelhidão da pele

– Dor de cabeça

– Febre

– Alteração no nível de consciência

– Dor de cabeça

– Enjoo

A insolação pode ainda apresentar sintomas mais graves que podem representar um risco maior para a saúde, como desidratação, desmaio e até convulsões.

Causa

A principal causa da insolação é a exposição ao sol, por muito tempo, sem o uso do protetor solar, por exemplo. Isso faz com que a temperatura do corpo aumente rapidamente, gerando os sintomas de insolação.

É comum que a insolação aconteça por causa da exposição excessiva ao sol, mas também pode acontecer por causa de outras situações que aumentem de forma rápida a temperatura do corpo, como a prática excessiva de atividade física, uso de muitas roupas e ambientes muito quentes

Riscos

A insolação passa com o tempo, mas pode deixar sérios danos

– Queimaduras de 2º ou 3º grau

– Aumento do risco de infecção

– Desidratação

– Vômito

– Diarreia

– Alterações nervosas

– Danos cerebrais

– Coma

Esses riscos acontecem por causa da falta de transpiração, que faz com que a temperatura do corpo não consiga ser regulada, continuando alta mesmo depois que a pessoa sai do sol. Além da perda de água, vitaminas e sais minerais, muito rápido, que são fundamentais para o bom funcionamento do organismo.

Atenção ao protetor solar!

O protetor solar deve ser usado todos os dias, tanto em casa quanto fora. “Antes de sair de casa, o recomendado é que se aplique, pelo menos, 30 minutos antes e também é fundamental reaplicar o produto a cada duas horas, principalmente em casos de exposição contínua, intensa sudorese e banhos de mar e piscina”, reforça a dra. Luanna.

Vale lembrar!

A exposição solar frequente e sem proteção pode acarretar problemas ainda mais graves, desde manchas, e até o câncer de pele, que pode ser fatal.

“Na escolha do filtro solaro FPS, fator de proteção solar mínimo, para qualquer tipo de pele deve ser no mínimo FPS 30, inclusive para as peles negras. Já quem tem pele clara e sensível ao sol, deve optar por fatores maiores”, complementa a médica.

Quantidade do produto!

Atenção para o alerta da dermatologista: “Só estaremos seguros se o protetor for aplicado corretamente. A quantidade ideal a ser utilizada é 1 colher de chá cheia para o rosto e 3 colheres de sopa para o resto do corpo“.

Em casos de insolação:

– Fique em um local arejado e sem sol

– Beba bastante líquido para evitar desidratação

– Use creme hidratante ou loção pós-sol

– Tome banho com água fria

Nos casos em que os sintomas não melhoram e há tontura, dor de cabeça ou vômitos é importante procurar um hospital rapidamente

Prevenção

Para evitar a insolação, é importante ter alguns cuidados antes de se expor ao sol

– Evite tomar sol nos horários de maior calor, entre 12h e 16h

– Use chapéu ou boné

– Use roupas largas e que possibilitem a transpiração

– Use roupas com FPS, fator de proteção solar

– Passe um protetor solar adequado para o seu tipo de pele

– Aplique o protetor solar, pelo menos, 15 minutos antes de se expor ao sol

– Beba bastante líquido, principalmente em dias muito quentes

– Reaplique o protetor solar a cada 2 ou 3 horas

Insolação é coisa séria. Previna-se!

Fonte: Luanna Patrício, dermatologista

Semprebem.paguemenos.com.br

Publicidade
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento