Conectado por

Acre

Indenizações por morte e invalidez permanente caem 11,76% no Acre


Compartilhe:

Publicado por

em

Caíram em 11,76% as indenizações pagas por morte, invalidez permanente e também o reembolso de despesas médicas por acidentes de trânsito no Acre entre 2017 e 2018.

Divulgado em março, o Relatório Anual 2018 da Seguradora Líder traz dados importantes que ajudam a compreender melhor os gastos com acidentes viários. A grande maioria dos acidentes registrados no Acre ocorre pela tarde (24,5% de todos os casos ao longo do dia) e ao anoitecer (22,1%).

O veículo que mais se envolve em acidentes é de longe a motocicleta. Dos 1.088 sinistros, 904 foram com motos no período analisado. 73% dos envolvidos são do sexo masculino. As vítimas de acidentes com motocicletas são em sua maioria jovens em idade economicamente ativa. No período citado, as vítimas entre 18 e 34 anos concentraram 49% dos acidentes fatais e 53% dos acidentes com sequelas permanentes.

No País, foram pagas, aproximadamente, 96 mil indenizações por invalidez às vítimas nessa faixa etária, em acidentes envolvendo o uso de motocicletas

A faixa etária mais envolvida com acidentes vai dos 18 até os 64 anos. Motoristas e pedestres são os dois perfis mais prejudicados quando envolvidos em um acidente. Os passageiros são em menor número.

Apesar de representarem apenas 1/3 da frota nacional, as motocicletas são os veículos responsáveis por 75% das indenizações pagas ao longo do último ano.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *