Conectado por

Mato Grosso

Inadimplentes não terão água cortada durante o período de prevenção ao coronavírus em Cuiabá, determina decreto

Publicado por

em

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), proibiu a concessionária Águas Cuiabá de suspender o fornecimento de água no município por 60 dias, mesmo aos consumidores que estejam inadimplentes. O decreto que define a proibição foi publicado nesta quarta-feira (18).

Continua após a publicidade
<

A decisão foi tomada dentro do pacote de medidas implementado pelo município para minimizar os impactos da pandemia do coronavírus em Cuiabá.

“Considerando que a água é essencial a manutenção da vida e que nesse momento de enfrentamento à pandemia decorrente do contágio do novo coronavírus não pode ter o seu fornecimento interrompido “, diz trecho do decreto.

De acordo com o decreto, a concessionária não poderá cortar o fornecimento de água mesmo que já tenha sido realizado o aviso prévio ao consumidor sobre a dívida e a suspensão.

O documento diz que a proibição não retira da concessionária o direito de promover outros meios de cobranças dos débitos de pessoas inadimplentes.

Covid-19

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) investiga 25 nova suspeitas de coronavírus em Mato Grosso. O número foi atualizado no boletim epidemiológico da SES publicado nesta quarta-feira (18).

Os casos são em Cuiabá (6), Araputanga (4), Aripuanã (2), Cáceres (1), Campo Novo (1), Campo Verde (1), Ipiranga do Norte (1), lucas do Rio Verde (1), Nova xavantina (2), Rondonópolis (4), São José do Rio Claro (1) e Sinop (1).

Os dois casos suspeitos que apresentaram diagnóstico em laboratório privado, nos municípios de Cuiabá e Rondonópolis, a 218 km da capital, aguardam a realização de exames de contraprova no Laboratório Central de Saúde Pública do estado (Lacen), para validação do resultado divulgado.

FONTE:G1