Conectado por

Saúde

Importância da tiamina para o organismo


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

O que é a tiamina?

A tiamina, também conhecida como vitamina B1, é uma vitamina encontrada em alguns alimentos naturais e elaborada como suplemento dietético e como medicação. Descoberta em 1897, a tiamina foi a primeira vitamina a ser isolada, em 1926, e foi produzida pela primeira vez em 1936. Está na Lista de Medicamentos Essenciais da Organização Mundial da Saúde, como um dos medicamentos mais eficazes e seguros necessários para um sistema coletivo de saúde.

Qual é a importância da tiamina para o organismo?

A tiamina é um nutriente que desempenha um papel importante no cérebro, no sistema nervoso em geral e no sistema circulatório. Auxilia ainda na formação do sangue e no metabolismo de carboidratos, previne o envelhecimento, melhora a função cerebral, combate a depressão e a fadiga e converte o açúcar no sangue em energia. A coenzima da tiamina é importante para a síntese de acetilcolina, fundamental na prevenção da perda de memória e inflamação dos nervos. A tiamina também é importante para o reparo e prevenção de qualquer comprometimento da função nervosa.

Outra das principais contribuições da tiamina para o corpo é a maneira dinâmica de facilitar a digestão: ela auxilia na produção de ácido clorídrico do estômago, vital para a repartição adequada e assimilação dos alimentos; ajuda a manter o tônus muscular no intestino e no estômago; previne a constipação e desempenha papel no metabolismo dos carboidratos; fornece nutrição para todos os órgãos digestivos; ajuda a obter o máximo de nutrição dos alimentos e regula o apetite.

Os sintomas da deficiência de tiamina incluem perda de reflexos, paralisia periférica ou dormência nas extremidades. Esses sintomas têm gerado teorias de que a deficiência de tiamina pode atuar em doenças como Esclerose Múltipla e Síndrome das Pernas Inquietas.

Quais são as consequências da deficiência da tiamina? Quais são as principais fontes de tiamina?

A tiamina é um micronutriente essencial ao organismo, mas não é produzida no corpo. Ela é necessária para o metabolismo geral, incluindo a glicose, aminoácidos e lipídios. A deficiência desta vitamina decorre da baixa ingesta, de exercício físico em excesso ou de uma dieta rica em carboidratos ou álcool.

Nos navios que traziam escravos da África ao Brasil, numa longa viagem, durante a qual a alimentação era inadequada, muitas pessoas morriam por falta da tiamina. Uma quantidade ideal de tiamina para um adulto ativo fica entre 1,2-1,5 mg por dia. As principais fontes alimentares de tiamina incluem carne de porco, nozes, feijão, ervilha, arroz integral, gema de ovo, aspargos, brócolis e passas. É importante notar, no entanto, que a tiamina é muitas vezes perdida durante as preparações de alimentos em que a água de cozimento é descartada. Por isso, uma maneira simples e eficiente de manter o conteúdo de tiamina dos alimentos é se alimentar de sopas e ensopados que combinem alguns dos ingredientes acima.

Nos países ocidentais, a deficiência de tiamina é vista principalmente no alcoolismo crônico que, em casos graves, leva à encefalopatia de Wernicke. No Brasil, a deficiência de tiamina é encontrada principalmente em populações que se alimentam basicamente de mandioca, arroz polido e/ou a farinha de mandioca e de trigo, ou seja, alimentos pobres em tiamina. Graus variados de deficiência de tiamina têm sido associados também ao uso por longo prazo de altas doses de diuréticos. Tem sido sugerido que a deficiência de tiamina desempenha um papel negativo no desenvolvimento do cérebro infantil, que pode levar à síndrome da morte súbita infantil.

Quais são os usos terapêuticos da tiamina?

A tiamina é usada, entre outras coisas, para tratar a encefalopatia por beribéri e a encefalopatia de Wernicke. Outros usos incluem o tratamento da neuropatia óptica, mielinólise pontina central e síndrome de Leigh, entre outras condições. A tiamina normalmente é administrada por via oral, mas também pode ser administrada por injeção intravenosa ou intramuscular. Está disponível como medicamento genérico de venda livre.

Suplementos alimentares também estão disponíveis para tratar e prevenir a deficiência de tiamina e os distúrbios que resultam dela. Os suplementos de tiamina são bem tolerados. Reações alérgicas, incluindo anafilaxia, podem ocorrer quando doses repetidas são administradas por injeção.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + 3 =

Publicidade
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento