Conectado por

Acre

IBGE prevê aumento de até 17% na safra do Acre este ano


Compartilhe:

Publicado por

em

O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) mostra que o Acre, em dois meses deste ano, já superou em 17% toda a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas colhida em 2020. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foram divulgados na última semana.

Em 2020, o Acre produziu, segundo o levantamento, 97.124 toneladas durante o ano todo. Já em fevereiro, esse número aumentou para 111.652 toneladas e em março seguiu aumentando, registrando uma colheita de 113.628 toneladas. Um aumento de mais de 1,9 mil toneladas entre um mês e outro.

Produção de grãos no Acre deve ser 80% maior do que no ano passado

O levantamento mostra que em março, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas estimada para 2021 alcançou mais um recorde em todo o país, devendo totalizar 264,9 milhões de toneladas, 4,2% (10,7 milhões de toneladas) acima da obtida em 2020 (254,1 milhões de toneladas).

Os dados avaliam a colheita de produtos como algodão, amendoim, arroz, aveia, centeio, cevada, feijão, girassol, mamona, milho, soja, sorgo, trigo e triticale.

A publicação mostra ainda que o Acre teve um aumento no tamanho da área para produção. Em 2020, 41.736 hectares de terras eram destinados a essas plantações. Já em março deste ano, essa área subiu para 46.215 – um aumento de 11%.

Dados nacionais

Em março, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas estimada para 2021 alcançou mais um recorde, devendo totalizar 264,9 milhões de toneladas, 4,2% (10,7 milhões de toneladas) acima da obtida em 2020 (254,1 milhões de toneladas).

O arroz, o milho e a soja, os três principais produtos deste grupo, representam, somados, 92,9% da estimativa da produção e ocupam 87,9% da área a ser colhida. Em relação a 2020, houve acréscimos de 5,1% na área do milho (3,0% na primeira safra e 5,9% na segunda) e de 4,1% na área da soja. Mas houve declínios na área do algodão herbáceo (-12,0%) e na do arroz (-0,1%).

Para a soja, a estimativa de produção bateu um novo recorde: 131,8 milhões de toneladas, com alta de 8,5% frente a 2020.

G1.globo.com