Conectado por
Governo de Rondônia

Cuiabá-MT

Hospital filantrópico alega dívida de R$ 2,2 milhões da Prefeitura de Cuiabá e diz que vai suspender atendimentos

Publicado por

em


Continua após a publicidade

A diretoria do Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá alega, por meio de nota, que a prefeitura não efetuou o repasse de R$ 2,2 milhões, descumprindo assim um acordo fechado durante reunião realizada na semana passada.

Ainda de acordo com a unidade, a Secretaria Estadual de Saúde também deixou de repassar R$ 600 mil. Esse valor é referente aos procedimentos de cirurgias torácicas (toracotomia).

Sem recursos, a unidade hospitalar cogita fechar as portas na próxima segunda-feira (27) para atendimentos ambulatoriais e hospitalares.

A Saúde do Estado afirmou, por meio da assessoria de imprensa, que o montante será repassado ainda esta semana para a unidade hospitalar.

Já a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) garante que nesta terça-feira (21) repassou R$ 1,7 milhão, mas reconhece que ainda não pagou o incentivo municipal de UTI, no valor de R$ 564 mil.

O Hospital Geral afirma que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) havia se comprometido a repassar as emendas parlamentares até segunda-feira (13) e os incentivos municipais ainda pendentes até sexta-feira (17).

Ainda de acordo com o Hospital Geral, a prefeitura deveria ter repassado os valores em atrasos dos procedimentos cardiológicos (cirurgia cardíaca e angioplastia com stents farmacológicos) também até dia 17.

No dia 2 de agosto, a diretoria do Hospital Geral se reuniu com membros da Secretaria Municipal de Saúde, quando houve a promessa de pagamento.