Conectado por
Governo de Rondônia

Polícia

ENVELOPE VAZIO: Homem se hospeda por 10 dias em hotel e foge sem pagar conta de r$ 1.400,00 usando “velha tática”

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Um homem vindo do Estado de Goiás aplicou um golpe de R$ 1.400,00 em um empresário do ramo hoteleiro de Vilhena. O hospede ficou no hotel próximo ao terminal rodoviário por quase 10 dias e ao fazer check-out para desocupar o apartamento apresentou um extrato de depósito no valor da dívida, mas o dinheiro nunca entrou na conta da empresa.

O crime de estelionato foi registrado nesta terça-feira (24). Uma funcionária do hotel contou à polícia que o viajante pediu para fechar a conta. Ele apresentou um extrato de depósito bancário e aproveitou quando a recepcionista foi checar se o dinheiro havia sido creditado na conta para escapar.  Ao fazer o check-in o golpista forneceu CPF e RG em nome de Florisvaldo Junior de Moura. A polícia investiga se é a real identidade dele ou se foram usados documentos falsos para se hospedar.

O homem fugiu em um veículo particular. O hotel repassou as características e placa do carro para a polícia.

Golpe do envelope vazio

Publicidade

O “golpe do envelope vazio” é uma prática antiga usada por estelionatários. Nele, o golpista deposita um envelope vazio no caixa eletrônico e informa na máquina um valor aleatório, que não é real.

O valor aparece no extrato da conta de quem deveria receber o dinheiro como se fosse uma previsão de depósito. Até que o banco confira as informações, e se a pessoa não estiver atenta, ela acredita que o dinheiro já está na conta, porém, o dinheiro que nunca aparece.

Essa modalidade de crime já fez várias vítimas em Vilhena. Em agosto de 2019 um porto-velhense foi preso ao tentar aplicar o golpe na compra de uma casa de R$ 90 mil na cidade. Antes de ser preso ele comprou joias e usou serviços de táxi aplicando o golpe do envelope vazio.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *