Conectado por

Polícia

Homem que teve braço amputado após atropelamento: ‘Era para me matar’


Compartilhe:

Publicado por

em

O funileiro Danilo da Silva Soares Oliveira, que teve o braço amputado após ser atropelado no dia 28 de julho, na Zona Leste de São Paulo, disse que o motorista estava “na maldade” e queria matá-lo. Nei Baldassin, de 46 anos, foi preso nesta quarta-feira (22) em frente à casa onde mora.

“Ele estava na maldade mesmo. Acho que era para me matar”, afirmou a vítima.

De acordo com o G1, imagens de câmeras de segurança revelam que o motorista tentou atropelar Danilo diversas vezes. “Não pegou na primeira, aí deu outra volta, não pegou, foi, deu outra volta, depois deu outra volta. Na quarta volta que ele deu eu fui tentar correr para entrar numa garagem. Foi onde ele me pegou, me acertou com o carro”, contou.

A investigação aponta que a confusão começou com uma briga de bar, em Parque São Lucas. “Na hora em que eu entrei dentro do bar ele veio conversar comigo, falando que tinham roubado uma amiga dele e que essa pessoa tinha sido eu. Ele confirmou que tinha sido eu, e eu falando para ele que não. Foi a partir daí que começou a discussão entre eu e ele”, relatou Lucas.