Conectado por

Mato Grosso

Homem que matou esposa com tiro de espingarda no rosto comete suicídio para não ser preso


Compartilhe:

Publicado por

em

Marcos Rogério Lima, acusado de matar Débora de Oliveira Silva, 37 anos, com um tiro no rosto, na manhã desta segunda-feira (8), no Distrito Caravágio, em Sorriso (a 418 quilômetros de Cuiabá), cometeu suicídio na última segunda-feira (08), quando era abordado por equipes da polícia.
 
Quando o suspeito avistou as equipes da polícia, pegou a arma e disparou contra sua cabeça. Os militares ainda socorreram o homem até a unidade médica de Nova Ubiratã. Porém, ele não resistiu aos ferimentos.
 
O casal esteve junto por vários anos e o homem não aceitava o fim do relacionamento. “Os Policiais Civis localizaram o suspeito, porém ele suicidou praticamente na frente dos agentes. Foi socorrido e levado para Ubiratã, mas não resistiu”, confirmou o delegado Nilson Farias ao Olhar Direto.
 
O caso
 
Uma mulher identificada como Débora de Oliveira Silva, 37 anos, foi morta com um tiro no rosto, na manhã desta segunda-feira (8), no Distrito Caravágio, em Sorriso (a 418 quilômetros de Cuiabá). O principal suspeito do crime é o ex-marido da vítima, o qual ela estaria discutindo antes de ser atingida pelo disparo de uma espingarda calibre 20., que deixou seu rosto desfigurado.
 
De acordo com informações da Polícia Civil, a suspeita é de que o homem não aceitaria o fim do relacionamento. Nesta segunda-feira, dia do aniversário de um dos quatro filhos do casal, ele teria invadido a residência e efetuado dois disparos contra Débora, mas somente um acertou o rosto da vítima. O tiro também acertou a mão, pois ela teria tentado se defender.
 
Uma equipe de resgate da concessionaria que administra a rodovia MT-242 foi acionada e socorreu a mulher em estado grave. Ela foi levada ao Hospital Regional de Sorriso, mas não resistiu aos ferimentos e morreu após uma parrada cardiorrespiratória.