Conectado por

Rondônia

Grupo S.O.S João Paulo II traça estratégias para diminuir número de pacientes e implantar novo modelo de atendimento


Compartilhe:

Publicado por

em

O Grupo S.O.S João Paulo II – formado por técnicos, médicos, enfermeiros e pessoal de apoio – vem traçando estratégias para diminuir o número de pacientes e melhorar a qualidade do atendimento no Hospital e Pronto Socorro João Paulo II, unidade referência no atendimento de emergência e urgência em Rondônia. As ações serão incrementadas até que sejam concluídas as obras do novo João Paulo II.

O anúncio foi feito nesta terça-feira (22), a pedido do governador Marcos Rocha, pelo secretário estadual de Saúde Fernando Máximo. De acordo com o secretário, o grupo é composto por uma equipe multidisciplinar e trabalha na formatação de um novo modelo de atendimento com protocolos médicos modernos. A medida tem como objetivo a humanização e melhoria da qualidade dos serviços prestados aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) no João Paulo II.

Segundo Fernando Máximo, o novo modelo será posto em prática a partir de 4 de fevereiro, após a avaliação de técnicos do Hospital Sírio Libanês – referência internacional em saúde com atuação em projetos médico-assistenciais voltados à sociedade brasileira e inovação em ensino e pesquisa. O Sírio Libanês vai prestar uma espécie de consultoria à Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) no caso específico do João Paulo II.

A consultoria é fruto de uma parceria feita em Brasília pelo governador Marcos Rocha e o secretário Fernando Máximo, sem nenhum custo ao governo de Rondônia.

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento