Conectado por

Acre

Governo do Acre quita dívida e consegue restabelecer transplantes de fígado


Compartilhe:

Publicado por

em

A dívida de R$ 200 mil que o Governo do Acre tinha com o médico Tércio Genzini e equipe, responsável pelos transplantes de fígado realizados na Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre) desde 2014, foi quitada e os procedimentos voltarão a ser realizados.

As cirurgias, que estavam suspensas desde outubro de 2018, eram uma preocupação contínua do governador Gladson Cameli, que nesta segunda-feira, dia 08, revogou o decreto que proibia o pagamento de dívidas deixadas pelo governo de Sebastião Viana (PT), terminado em dezembro passado.

No Acre, desde 2014, já foram realizados 44 procedimentos de transplante, e a quitação da dívida foi comemorada pelo governador acreano. Cameli alerta que tem o intuito de pagar todas as dívidas adquiridas no governo dele, e que tem agido com organização na gestão pública.

“A minha determinação é que todos os contratos formados em nossa gestão sejam cumpridos e pagos sem nem um tipo de atraso. Isso não vai acontecer porque trabalhamos com planejamento e responsabilidade para honrar todos os nossos compromissos”, ressaltou o governador Gladson Cameli.

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Alysson Bestene, as pendências financeiras estão sendo quitadas e o especialista voltou ao Acre para atender os pacientes transplantados e iniciar um novo cronograma para o retorno dos transplantes de fígado.

“Nos deparamos com um débito superior a R$ 200 mil com o doutor Tércio Genzini e que estamos honrando desde que assumimos a gestão. Ele está no Acre para atender os pacientes transplantados e também vai elaborar um calendário para retornar ao Estado para continuar as consultas e agendar os próximos transplantes que serão realizados neste ano”, explicou.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *