Conectado por
Governo de Rondônia

Mato Grosso

Governo de MT faz reunião com prefeitura para discutir ampliação do BRT em Várzea Grande

Publicado por

em


Continua após a publicidade

A equipe técnica da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) apresentou, durante a reunião nessa sexta-feira (22), à equipe técnica da Prefeitura de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, as diretrizes do plano funcional da rede integrada do transporte coletivo para a implantação do Ônibus de Trânsito Rápido (BRT).

O estado prevê a ampliação do modal na cidade, que teria apenas um eixo do transporte em caso de manutenção das obras do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), entre o Aeroporto Marechal Rondon em direção à região do CPA, em Cuiabá.

De acordo com o governo, com a instalação do BRT, será possível integrar outras regiões de Várzea Grande, como o Cristo Rei, até o centro da cidade.

No plano de implantação, o BRT contempla Cuiabá e Várzea Grande. No entanto, a Prefeitura de Cuiabá criou um comitê de análise para avaliar a troca do VLT para o BRT.

Governo apresenta as diretrizes do BRT à Prefeitura de Várzea Grande e discute ampliação do modal no município — Foto: Marcos Vergueiro/Secom-MT

Governo apresenta as diretrizes do BRT à Prefeitura de Várzea Grande e discute ampliação do modal no município — Foto: Marcos Vergueiro/Secom-MT

Durante a reunião do governo nessa sexta-feira, o engenheiro Arlindo Fernandes mostrou que o sistema do BRT prevê a operação de linhas expressas que podem fazer percurso saindo da calha viária planejada para o VLT, nos eixos de Várzea Grande sentido CPA e sentido Coxipó, em Cuiabá.

No caso de Várzea Grande, essas linhas podem levar os passageiros da região do aeroporto até o centro de Cuiabá sem nenhuma parada. Além disso, segundo o estado, é possível a instalação de outros terminais para além dos já previstos no plano do VLT, como o do aeroporto.

Representando a prefeitura de Várzea Grande, Claudio José da Silva pontuou que a cidade tem o interesse de inserir um novo contexto no BRT. O objetivo é que, com a implantação do BRT, a cidade possa construir um sistema de integração do transporte coletivo de todos os bairros em uma única região, no Centro.

Além deste encontro, o governo informou que uma nova reunião será agendada para que os técnicos de Várzea Grande possam apresentar estudos técnicos a respeito do fluxo de usuários e a situação atual do transporte coletivo na cidade.

A previsão é de que o plano seja finalizado em até 60 dias e será a partir deste documento que se iniciarão os processos legais de elaboração de projeto executivo e licitação para a implantação dos corredores estruturais de transporte coletivo para a instalação do BRT.

Para a implantação de toda a infraestrutura do BRT, o governo se responsabilizará pela realização das obras: corredor segregado, as estações e terminais, os sistemas de monitoramento de frota e segurança e a aquisição dos ônibus movidos à eletricidade.

Os investimentos estimados serão de R$ 430 milhões, com aquisição de 54 ônibus elétricos. As obras devem durar até 24 meses, sendo que o BRT é considerado o modal que apresenta o menor custo e tempo de implantação, além de menor impacto no trânsito e menor tarifa, na faixa de R$ 3,04.

G1