Conectado por

Educação

Governo de MT avalia aula aos sábados e ensino híbrido em 2021

Publicado por

em

O novo secretário de Educação de Mato Grosso, Alan Porto, revelou, durante a cerimônia de posse nesta terça-feira (3), que a Pasta analisa a possibilidade de implementar aulas aos sábados com o aumento da carga horária de 2021 para a rede estadual.

As aulas retornam no dia 1º de fevereiro com a carga horária passando de 800 horas no ano para 1.120 horas com o objetivo de reforçar o que foi perdido durante a pandemia de coronavírus, segundo o secretário.

“No próximo ano, o calendário vai começar no dia 1º de fevereiro com uma carga horária de 1.120 horas. Serão 320 horas a mais para a gente conseguir recuperar todo esse tempo perdido e a aprendizagem dos nossos alunos”, afirmou.

Para isso, o ano letivo começa mais cedo, mantendo as quatro horas diárias, mas aumentando os dias de aula.

Porto diz que a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) ainda está analisando adotar aulas aos sábados.

“Inicialmente não estamos contando com os sábados, por isso que nosso ano letivo vai começar 1º de fevereiro e com quatro horas queremos manter a grade regular e não utilizar o sábado. Mas se for preciso, nós iremos utilizar sim”, disse.

Há ainda a possibilidade das aulas serem híbridas, ou seja, presenciais e online ao mesmo tempo.

De acordo com o secretário, a retomada completa de aulas presenciais ainda vai depender das autoridades de Saúde.

“Estamos planejando para trabalhar no sistema híbrido, com aulas presenciais e não presenciais. Até lá, se tiver alguma divergência, se tiver as autoridades de Saúde informando que não tem condições de voltar, nós iremos respeitar. Mas se as autoridades garantirem que nós temos segurança para os profissionais da Educação e para os alunos, nós vamos iniciar com as aulas presenciais no sistema híbrido”, explicou Porto.

Sem reprovações

Na semana passada, Alan Porto afirmou que, em razão da pandemia, nenhum aluno da rede estadual será reprovado e o calendário segue regular em 2021.

As aulas presenciais estão suspensas desde o dia 23 de marca para evitar o contágio pelo vírus.

O ano letivo de 2020 se encerra no dia 18 de dezembro sem nenhum aluno reprovado.

Midia News