Conectado por

Economia

Governo de Mato Grosso deve receber comitiva da Bolívia para discutir comercialização de gás natural


Compartilhe:

Publicado por

em

O governo de Mato Grosso deve receber, na próxima quinta-feira (27), uma comitiva da Bolívia para discutir a comercialização do gás natural boliviano. Na ocasião, o governo do país vizinho deve oficializar uma reposta à oferta feito pelo governo do estado.

Devem participar da visita o Ministro de Hidrocarburos, Luis Alberto Sánchez Fernández, e o presidente da estatal boliviana Yacimientos Petroliferos Fiscales Bolivianos (YPFB), Oscar Barriga Arteaga.

Em maio, uma comitiva de Mato Grosso visitou a Bolívia para discutir o acordo.

A demanda solicitada pelo governo é o fornecimento de 2,5 milhões de m³ ao dia em um contrato contínuo, ou seja, a empresa deve entregar sem interrupções a quantia de gás contratada.

O objetivo, segundo o governo, é “aprofundar a integração energética entre Mato Grosso e o país vizinho”, com foco na comercialização do gás bolivianos que foi interrompido há pouco mais de um ano.

Além do gás, a Bolívia deve fornecer também ureia, fertilizante usado nas plantações de soja, cana-de-açúcar e alimento para o gado.

O acordo prevê também o compartilhamento de informações e conhecimentos sobre biocombustíveis.