Conectado por

Pará

Governador do Pará anuncia medida que limita público nas festas de réveillon

Publicado por

em

Helder Barbalho, governador do Pará, anunciou na manhã deste sábado (26) limitação de público nas festas de Réveillon no Pará para prevenir o avanço da Covid-19. Os eventos em Salinópolis, nordeste do estado, não poderão ter mais que 150 pessoas como público, o município é conhecido por atrair turistas durante as férias escolares e também nas festas de final de ano. Já na região metropolitana esse número não passará de 200 pessoas.

A medida vai valer a partir de segunda-feira (28), quando será publicada no Diário Oficial do Estado. O anuncio foi feito durante entrevista coletiva transmitida pelas redes sociais do Governo do Pará.

De acordo com o governador, as restrições foram tomadas de forma preventiva devido ao aumento do número de casos, óbitos e solicitações de leitos de UTI no estado. De acordo com os dados levantados pelo consórcio de imprensa, nos últimos 14 dias a média móvel apresentou aumento de 52% no Pará.

Durante a coletiva, o governo também disse que o cenário epidemiológico mudou em algumas regiões do Pará. As regiões do Tapajós e Xingu, regrediram do bandeiramento amarela, que é definida pelo controle relativo da capacidade hospitalar e da evolução da doença, para a bandeira laranja, que apresenta maior risco.

Helder ainda anunciou que vai aumentar o número de leitos de UTI e clínicos. O estado ganhará mais 55 leitos de terapia intensiva e mais 10 leitos clínicos para baixar o índice de ocupação de leitos. O objetivo é, além de garantir o atendimento para casos da Covid-19, não travar a fila de cirurgias eletivas da saúde pública do Pará.

Medida mais rígida prevalece

O secretário de Segurança, Uálame Machado, explicou que mesmo nas regiões em que haja medida judicial ou decreto municipal liberando maior capacidade de pessoas em eventos, o que prevalecerá será a regra mais rígida.

Em Salinas, por exemplo, onde as festas de fim de ano costumam reunir milhares de pessoas, uma decisão da Justiça do Pará liberou eventos com até 50% da capacidade de público derrubando outra decisão que havia suspendido os eventos. Nesse caso, 50% pode representar, em algumas casas de festas, número muito maior do que 150 pessoas. Na região nordeste, onde o município está inserido, o decreto estadual vai determinar 30% do público ou no máximo 150 pessoas e esta será a medida fiscalizada.

Em Belém e na região metropolitana, as festas terão até 50% da capacidade de público ou no máximo 200 pessoas. A medida estadual, no entanto, não derruba a restrição da municipal que proíbe as festas de virada de ano na capital.

G1