Conectado por

Acre

Gladson e comitiva vão à Colômbia para debater meio ambiente

Publicado por

em

O governador do Acre, Gladson Cameli, viaja na próxima semana à Colômbia, onde cumpre a primeira agenda internacional após assumir o comando do Palácio Rio Branco. Na pauta, a política de proteção das florestas e do clima. O encontro ocorre em Cúcuta, no Oeste da Colômbia.

Gladson, que como contam interlocutores, não entende muito de meio ambiente, vai levar com ele a esposa, Ana Paula Cameli, o secretário de Meio Ambiente, Ismael Milani, e o secretário de Planejamento, Raphael Bastos, além da chefe da Comunicação, Silvânia Pinheiro.

Na agenda em solo colombiano, o governador acreano terá encontro com os Representantes dos Estados Membros da Força Tarefa dos Governadores para o Clima (GCF), que tem o Acre como um dos estados fundadores, ainda em 2008, no governo do petista Binho Marques.

“Até então, como o Gladson ficou uma semana fora, eles não estão divulgando essa outra agenda fora do país. Além da mulher, o Gladson deve levar a Silvânia, o Israel e o Raphael. O professor Carlitinho também pode ir, mas não é certo, porque não assumiu o IMC. A comitiva é pequena, mas existe”, disse um dos assessores.

Entenda a Força Tarefa dos Governadores

Criado em 2008, o GCF atua no estímulo e fortalecimento de programas jurisdicionais que promovam um desenvolvimento rural com baixas emissões de carbono ao mesmo tempo em que garante a redução do desmatamento e degradação florestal (Redd+).

O Acre foi o primeiro governo subnacional do mundo a instituir e consolidar uma política de Redd+ e receber doações por compensação de serviços ambientais prestados, o Programa Global Redd Early Movers (REM), que é financiado pelo Banco Alemão KfW e é referência para outros estados brasileiros e países de como construir políticas públicas inclusivas de baixo carbono.