Conectado por

Acre

Gladson Cameli participa de solenidade para passagem de comando do Batalhão de Operações Especiais


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

O governador Gladson Cameli fez questão de participar do evento. Foto: Diego Gurgel/Secom

A Polícia Militar do Acre (PMAC), realizou na tarde desta quinta-feira, 6, a tradicional cerimônia para o rito de passagem de comando, substituindo a liderança do Batalhão de Operações Especiais (Bope). O atual comandante, Flávio da Silva Inácio, passará a atuar como novo comandante de Policiamento Especializado (CPE), enquanto que o tenente-coronel Rômulo da Costa, deixa o Comando de Policiamento da Capital (CPC), para ficar à frente do Batalhão.

O rito se deu no pátio do Batalhão de Operações Especiais. Foto: Diego Gurgel/Secom

A cerimônia se deu no pátio da instituição, localizada no bairro Ipê, em Rio Branco, e contou com a presença do governador Gladson Cameli, além de outras autoridades civis e militares. Em sua fala, o chefe do poder executivo estadual agradeceu ao antigo comandante pelos serviços prestados e também desejou êxito sob o desempenho das novas responsabilidades que competem ao novo comandante.

“Uma troca de comando é sempre uma boa oportunidade para refletir, incorporar avanços de quem está deixando o comando e inserir melhorias para alcançar novas conquistas. Essa deve ser a meta de quem assume. Sou grato ao coronel Inácio e a toda a corporação pela dedicação no desempenho das ações que empreendem todos os dias e sou consciente de que é um trabalho a ser reconhecido. Ao tenente-coronel Rômulo da Costa, seja bem-vindo e boa sorte no comando de suas novas responsabilidades”, disse Gladson Cameli.

O Batalhão de Operações Especiais foi criado em 2010, como grupo empregado em missões especiais e extraordinárias de polícia ostensiva e de preservação da ordem pública nos limites do território estadual. É subordinado diretamente ao comando-geral da Polícia Militar, atendendo ocorrências de alto risco, dando apoio às guarnições de radiopatrulhas, atuando no controle de rebeliões em presídios, conflitos rurais, captura de foragidos, resolução tática de crises e também em demais ocorrências de grande vulto.

O comandante-geral, Paulo César Gomes, enalteceu o trabalho que vem sendo desenvolvido pelos militares que compõem o Batalhão, que no total são cinco: Companhia de Operações Especiais (COE), Companhia de Choque (Cpchoque), Companhia de Policiamento com Cães (CPCaes), Companhia de Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) e o Grupamento de Intervenções Rápidas e Ostensivas (Giro).

“Trata-se de um grupo seleto, altamente treinado, um dos braços fortes da corporação em quem confio. Destaco aqui a honestidade e dedicação do coronel Inácio à frente deste batalhão, um exemplo a ser seguido, que agora passa suas funções ao tenente-coronel Rômulo Costa, que também dispensa apresentações. Desejo sorte aos dois, cada um em sua jornada, e sabedoria para conduzir a tropa. Contamos com seus serviços”, declarou o comandante.

O coronel Flávio Roberto da Silva Inácio, atuou como comandante do Batalhão de Operações Especiais (Bope), no período de 17 de maio de 2021, até a presente data. Contribuiu não só com a gestão operacional do sistema, mas também com a realização de diversos cursos de especialização da tropa. Durante a cerimônia, foi destacado como profissional competente, comprometido e dedicado, que sempre esteve preocupado com o crescimento da instituição.

“Agradeço a Deus, a minha família, aos meus comandantes e a tropa que me ajudou a chegar até aqui. O meu muito obrigado pelas vezes que de vocês precisei e fui prontamente atendido. Foi um prazer atuar à frente do Batalhão de Operações Especiais, foi uma experiência incrível que contribuiu  para o meu crescimento profissional. Acredito ter dado meu melhor, cumprindo, assim, minha missão. A palavra é uma só: gratidão. Polícia Militar, servir e proteger!”, agradeceu Flávio Inácio.

Coronel Inácio passa a atuar no Comando de Policiamento Especializado (CPE). Foto: Diego Gurgel/Secom

Ao longo dos seus 28 anos de serviço, o tenente-coronel da ativa, Rômulo da Costa Modesto é bacharel em Segurança Pública pela academia de Polícia Militar do Rio de Janeiro Dr. João VI. Foi comandante de pelo menos cinco batalhões no estado, participou de cursos e missões pela Força Nacional, além de coordenar unidades. Para ele, a nova missão à frente do Batalhão de Operações Especiais servirá como evolução para sua carreira e pretende seguir o mesmo padrão de qualidade deixado pela gestão anterior.

“Nossa missão é continuar mantendo essa unidade operacional coesa e unida. O Bope já é referência em nosso estado e, mesmo diante das adversidades, pretendemos garantir um trabalho de qualidade, levando segurança e a paz que a nossa população precisa. Conte com a Polícia Militar!”, finalizou.

Rômulo Modesto é o mais novo comandante do Batalhão de Operações Especiais. Foto: Diego Gurgel/Secom

Também participaram do evento o deputado federal, Alan Rick; o presidente da Assembleia Legislativa, Nicolau Junior; o deputado estadual José Bestene; o secretário de Estado da Justiça e Segurança Pública, Paulo Cézar Rocha dos Santos; bem como diretores e presidentes das demais forças policiais.

 

Agencia.ac.gov.br/

Publicidade
CRÉDITO JÁ - EMPRÉSTIMOS
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento