Conectado por

Economia

Frota de ônibus sobe para 80% na próxima quarta e serviço deve ser normalizado até segunda


Compartilhe:

Publicado por

em

As empresas que atuam no transporte público na Capital decidiram operar com 80% da frota a partir da próxima quarta-feira (30). A decisão foi tomada em reunião realizada nesta terça-feira (29) entre o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e a diretoria da Associação Mato-grossense dos Transportadores Urbanos (MTU). Na próxima segunda-feira (04), a expectativa é que o serviço seja normalizado e 100% dos carros estejam circulando.

Desde a última quinta-feira (24), as empresas que atuam em Cuiabá estão trabalhando com uma redução de 50% na frota total de 389 ônibus. A medida de contenção se fez necessária por conta da paralisação nacional dos caminhoneiros, que afetou diretamente a distribuição de combustível dentro do município.
 
A redução da frota foi uma forma encontrada para evitar que mais de 150 mil usuários ficassem totalmente desguarnecidos de um serviço de grande importância para o andamento da cidade, conforme a prefeitura.
 
“Desde o início estamos atentos e tomando as medidas necessárias para garantir que o principal meio de locomoção de milhares pessoas não fosse paralisado totalmente. Temos professores, estudantes, vendedores, enfermeiros, servidores públicos, além de muitos outros trabalhadores que atuam em diversas áreas, que também são importantes para o atendimento da população, e utilizam o transporte público. Ou seja, se não agíssemos rápido e com essa medida de restrição, teríamos um transtorno ainda maior, refletindo em diversos setores da cidade”, argumenta o prefeito Emanuel Pinheiro.
 
Escolta
 
O Exército brasileiro é responsável por escoltar carretas cheias e vazias com o objetivo de normalizar o abastecimento de combustível em Cuiabá e Várzea Grande. Segundo as informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), duas equipes do Exército estão atuando de formas distintas.
 
Uma das equipes está escoltando carretas vazias, para que elas sejam reabastecidas no Estado de São Paulo: “A Petrobrás tem feito o manejo destas equipes. Estão indo oito veículos nossos”, afirmou Leandro Saraiva, da empresa Dalçoquio.
 
O inspetor Carvalho, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), afirmou que o abastecimento em São Paulo também visará o abastecimento de querosene, visando reabastecer o Aeroporto Internacional Marechal Rondon.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *