Conectado por

Aripuanã

Fortes chuvas na região deixam moradores preocupados em Aripuanã


Compartilhe:

Publicado por

em

As fortes chuvas que aconteceram nesta semana na região noroeste do Estado de Mato Grosso provocaram alguns deslizamentos nas rodovias e também grandes consequências nas estradas rurais, deixando rastros onde a água passou. Situação que deixa a região em estado de alerta.

Na região da Linha Bom Futuro, que fica a aproximadamente 200 km da sede de Aripuanã, sentido Conselvan e divisa com Rondônia, a estrada acabou tomada pelas águas, com o Rio Corgão transbordado, tornando intransitável a via. Uma cratera se formou, rompendo a via e também o bueiro que não suportou a força da água.

O Madeireiro Evandro, que tem sua empresa na localidade, informou que passou medo ao atravessar o local na tarde de quarta-feira (20), “Conseguimos passar a área alagada, mas com as chuvas que caíram essa noite, não é mais possível atravessar, com isso estamos ilhados e se torna preocupante caso haja necessidade de uma emergência”, desabafou o empresário.

De acordo com o secretário da Sinfra de Aripuanã, José Augusto Martins, ao todo são 3.800 km de estradas rurais no município que recebem readequações, entretanto devido à intensidade de chuvas no mês de fevereiro e as fortes chuvas ocorridas nesta semana, o processo de manutenção das vias, principalmente as de Transporte Escolar, acabaram ficando mais difícil.

“Com grandes volumes de chuvas, como este ocorrido, as valas não suportaram a força das águas, e por isso houve o deslocamento do cascalhamento. Em algumas localidades foi feito cascalhamento há um mês, e agora com o desastre causado pelas fortes chuvas todo o processo terá que ser realizado novamente”, disse José Augusto.

Em outros trechos, nas MTs -208 e 183, a chuva causou o deslocamento do cascalho que havia sido colocado, devido à intensidade das correntezas que arrastavam as pedras para o meio da estrada e abriram enormes crateras. Situação que é alarmante, visto que as chuvas estão longe de pararem.