Conectado por

Mato Grosso

Fogo já devastou o equivalente a 1,4 milhão de campos de futebol e matou diversos animais no Pantanal


Compartilhe:

Publicado por

em

Um milhão de hectares queimados. Este foi, até agora, o estrago causado pelo fogo no Pantanal, segundo o secretário executivo do Comitê Estadual de Gestão do Fogo (CGF), Paulo André da Silva Barroso. Devido a tamanha extensão da tragédia, não há nem como estimar o número animais mortos no bioma mato-grossense.
“Não temos estimativas de animais atingidos, mas não há dúvidas de que são muitos. O Pantanal já teve mais de um milhão de hectares queimados”, lamentou Paulo André da Silva Barroso.

Ainda conforme o secretário, há inúmeras equipes trabalhando de forma integrada visando proteger ao máximo a unidade de conservação, considerando sua relevância no Brasil e no mundo.

Para tentar frear ainda mais o avanço das chamas, o governo passa a testar o uso de retardantes para controlar os incêndios florestais. Além dele, as equipes também vão fazer demarcações em uma área de 50 quilômetros.

A ideia é criar uma espécie de refúgio para os animais que vem sofrendo com as queimadas, desidratação e risco de óbito de espécies de pequeno e grande porte.

“Mato Grosso está enfrentando uma situação de calamidade, especialmente no Pantanal, e os bombeiros estão em uma operação de guerra contra o fogo. Precisamos nos valer das melhores técnicas existentes no país e no mundo e, para isso, vamos aplicar o produto e avaliar os seus reflexos. Nesse momento, temos um impacto gigante sendo imposto ao Pantanal, com perda de biodiversidade, enfraquecimento do solo e sofrimento da fauna. As novas técnicas podem auxiliar nesse combate e minimizar os impactos atuais”, afirmou a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti.

Para realizar a força-tarefa, a equipe composta por 20 militares e integrantes da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) e Defesa Civil conta com o uso de drones, caminhões ABTF, abafadores, aeronaves e máquinas agrícolas.

Parque Encontro das Águas

As queimadas que atingem o Pantanal Mato-grossense não param de avançar. Neste feriado da Independência do Brasil, as chamas atingiram o Parque Estadual Encontro das Águas, região de Porto Jofre, local habitado pela maior quantidade de onças pintadas do mundo.

Operação Pantanal II

A operação para combater incêndios em áreas florestais de Mato Grosso foi iniciada no dia 7 de agosto em uma ação conjunta. O último boletim divulgado pelo Corpo de Bombeiros aponta que as equipes continuam atuando no combate aos incêndios em outros pontos do Pantanal, como a estrada Transpantaneira Setor Norte e Sul (Porto Jofre) e áreas próximas a reserva Sesc Porto Cercado.

Também atuam nesses pontos, militares da marinha, bombeiros militares de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul, ICMBIO, IBAMA, funcionários do Sesc Pantanal e Universidade Federal de Mato Grosso. O monitoramento das áreas é feito via satélite pelo Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT).

Olhar Direto