Conectado por

Economia

FGTS pode ser usado na compra de carro ou moto?


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

O dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é uma segurança para quem trabalha de carteira assinada. Mas, pode ser que novos projetos surjam e, por exemplo, será que dá para usar o FGTS na compra de um carro ou moto? Veja se isso é possível.

O FGTS, como o nome já diz, é um fundo de garantia que deve ser usado com muita cautela. Por isso, o acesso ao dinheiro é bastante restrito. Ou seja, mesmo que seja um direito do trabalhador, ele não pode sacar quando bem entender.

FGTS para compra de carro ou moto

O FGTS é um valor que se acumula de acordo com o tempo em que o trabalhador tem emprego de carteira assinada. Dessa forma, quanto mais tempo de trabalho, maior o valor disponível no FGTS.

O depósito é feito mês a mês por parte dos empregadores. O valor corresponde a 8% do salário do trabalhador. Por isso, mesmo que seja um dinheiro reunido durante anos, ele não fica disponível sempre que o trabalhador quiser sacar.

O FGTS pode ser usado, por exemplo, na compra da casa própria. Essa é uma das poucas formas de liberação do dinheiro.

Por outro lado, será que é possível usar o FGTS para comprar carro ou moto? A resposta é: não. Não se pode usar o FGTS para comprar carro ou moto.

As regras não consideram esse tipo de compra. Quando o trabalhador vê algum anúncio de uso do FGTS para comprar carro ou moto, certamente se trata do FGTS referente ao saque-aniversário.

Mas, o saque-aniversário diz respeito a uma parte muito pequena do FGTS. Por isso, não se trata de propaganda enganosa, porém também não diz respeito ao valor que está no fundo de garantia. Por isso, é preciso ficar atento para não se confundir.

Editalconcursosbrasil.com.br

Publicidade
Betfair

ALE-RO

ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento