Conectado por

Mato Grosso

Família tinha sido notificada a reformar casarão em Cuiabá antes de desabamento, diz Iphan


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

Os proprietários do casarão histórico que desabou parcialmente, na terça-feira (29), foram autuados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 2018, devido ao grave estado de deterioração do prédio, tombado em 1993 como patrimônio histórico, e a constatação de diversas avarias na estrutura.

O Instituto informou ainda que à época a família apresentou uma defesa, alegando que seria definido entre os herdeiros como seria feita a recuperação do imóvel.

O Iphan explicou ainda que o tombamento é um instrumento de reconhecimento da relevância de um bem material enquanto Patrimônio Cultural Brasileiro, mas que não tira do proprietário, seja ele público ou privado, a responsabilidade pela manutenção, gestão e conservação.

De acordo com a prefeitura da capital, o casarão não fazia parte do pacote de obras do PAC Cidades Históricas, que contempla 16 imóveis antigos em Cuiabá.

O casarão que desabou foi construído no final do século 19, tem estilo eclético, com características neoclássicas.

De acordo com a historiadora Neide Rodrigues da Silva, o local era a residência do coronel Generoso Ponce, que foi governador do estado por duas gestões.

O prédio fica na Rua Sete de Setembro, no Centro Histórico, ao lado do Museu da Imagem e do Som (MISC). Antes de ser abandonado, abrigou uma gráfica e uma livraria.

Casarão fica ao lado do Museu de Imagem e Som de Cuiabá (Misc) — Foto: Leandro Trindade/TVCA

Casarão fica ao lado do Museu de Imagem e Som de Cuiabá (Misc) — Foto: Leandro Trindade/TVCA

Fonte:g1

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 9 =

Publicidade
CRÉDITO JÁ - EMPRÉSTIMOS
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento