Conectado por

Esporte

Exercícios físicos x uso de prótese nos seios

Publicado por

em

O implante de próteses nos seios é uma das cirurgias plásticas mais procuradas pelas brasileiras. No entanto, há uma série de dúvidas a respeito da prática de exercícios físicos pós intervenção cirúrgica.

O cirurgião plástico Marco Cassol fala sobre os mitos e verdades sobre atividade físicas e uso de próteses. 

É necessário parar as atividades físicas após a cirurgia. Mito

É verdade que o retorno deve ser gradual, mas a mulher não precisa parar de praticar exercícios físicos. “O tempo para regresso vai depender da indicação do médico, mas o normal é voltar após três semanas de repouso, focando nos membros inferiores”, explica Dr. Cassol.

Dr. Cassol alerta também, que mulheres que têm hipertrofia muscular e que colocaram prótese embaixo dos músculos, vão sentir mais desconforto no pós-operatório e talvez seja necessário um tempo maior de repouso.

Coloquei prótese e posso continuar pegando pesado na malhação. Verdade

Desde que seja respeitado o período da cicatrização, a mulher que colocou prótese pode e deve continuar malhando, mesmo pesado, destaca Dr. Cassol. Já a dica do preparador é que as mulheres com próteses recentes usem tops mais reforçados para melhor sustentar os seios e protegê-los de impactos durante a prática do exercício.

 

Durante a cicatrização não posso trabalhar peitoral, ombro e costas. Mito

A mulher pode continuar trabalhando estas regiões, mas é recomendada cautela na prática de atividades. É importante que a aluna, o médico e o educador físico cheguem à uma decisão conjunta sobre quando e como os exercícios devem ser retomados.

 

Minha prótese é grande e tenho problema postural na hora da malhação. Verdade

Não só problema de postura, como dor nas costas e queda das mamas. “O ideal é optar por próteses menores. Estas promovem mais conforto e, esteticamente, fica mais bonito”, complementa Dr. Cassol. 

Tenho silicone e posso praticar qualquer atividade física ou esporte radical. Mito

O uso de próteses não impede a prática de exercícios físicos, mas o médico aconselha cuidados redobrados na prática de esportes radicais, principalmente os que promovem alto impacto na região do tórax. “Se a mulher pular de um bumg jump, por exemplo, ela corre sério risco de ruptura de prótese”. O preparador também alerta que são necessárias atenções redobradas para algumas práticas como lutas, por exemplo.  

 

Dr. Marco Cassol, cirurgião plástico. Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS) e da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) com mais de 20 anos de experiência. É formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Especialista em plástica facial.

Site: www.marcocassol.com.br

Redes Sociais:

Instagram: @clinicamarcocassol

https://www.instagram.com/clinicamarcocassol/