Conectado por

Featured

Estilo de vida saudável melhora função sexual em homens


Compartilhe:

Publicado por

em

Disfunção erétil é um tipo relativamente comum de alteração da função sexual em homens. É caracterizada pela dificuldade do homem atingir ou manter uma ereção. Apesar de não ser considerado como um componente natural do processo de envelhecimento ela está associada a uma maior incidência a partir da meia idade. Problemas de ereção esporádicos são comuns e não devem ser causa de preocupação. No entanto, se o problema é recorrente, o individuo deve se submeter a uma avaliação médica.

Homens que sofrem de disfunção erétil podem superar este problema sem o uso de medicação. É o que demonstra o resultado de uma pesquisa científica publicada na revista médica Journal of Sexual Medicine. O estudo foi realizado na Austrália e coletou dados de mais de 800 homens de 35 a 80 anos que foram acompanhados clinicamente por 5 anos.

https://www.abcdasaude.com.br/imagens/noticias/images/1404010000.jpg

Durante este período, 31% dos homens envolvidos no estudo apresentaram alguma forma de disfunção erétil. Esta proporção é bastante significativa e o estudo demonstrou que os maiores fatores de risco são relacionados com alterações físicas, comparadas aos problemas psicológicos.

Sobrepeso e obesidade, ingestão demasiada de álcool, dificuldades para dormir e idade são os principais fatores de risco. Alguns casos são consequência de problemas de saúde como diabete, doença cardiovascular, depressão e hipertensão.

A boa notícia do estudo é que boa parte dos homens afetados pela disfunção superaram o problema sem o uso de medicação. A simples modificação do estilo de vida pode influenciar decisivamente na redução dos fatores de risco que predispõem o indivíduo à disfunção erétil.

Alimentação saudável, atividade física regular, manutenção do peso ideal, moderação na ingestão de álcool, não fumar e sono reparador são fatores que contribuem para uma melhora no desempenho sexual.

Mesmo nos casos em que é indicado e necessário o uso de medicação, um estilo de vida saudável pode tornar o tratamento mais efetivo.