Conectado por

Religião

Estado Poético de Plenitude – Por Ricardo Oliveira

Publicado por

em

Teu amor é tão forte Senhor, que me leva a desnudar de mim mesmo, e me entregar como oferta viva. Eu nasci para te adorar. Por isso te pertenço na inteireza do meu pequeno ser. Jesus, te amo constantemente, sabes e conheces minha história! Contemplo teus olhos esta manhã numa benção sem igual.

Continua após a publicidade

Contagias-me com seu sorriso. Ele aprofunda minha alma, e ela se revela ser a transparência de tua essência SAGRADA. Veja, eu despertei-me sentindo o coração bater mais forte por ti. Sois a alegria que faltava na minha vida. Lembras-te quando não morri para me tornar teu servo? Sim, sei que recordas. Obrigado!

Constrói amado Cristo, uma ponte em meu pensamento para sempre sentir a inspiração sua passar por ela todas as vezes em que nos estivermos conectados pelas palavras escritas nos Evangelhos. Busco-te intensamente! Teus lábios jorram mel nos meus, assim, sou lavado pela unção do teu Espírito.

Disseste: “[…] onde está o teu tesouro, lá também está teu coração” (MATEUS 6, 21), por esta razão, coloco em tuas mãos a fé e a certeza de estar sempre banhando em tuas águas. Andando nos teus campos verdejantes, além de transbordar em ESTADO POÉTICO DE PLENITUDE ao admirar a Santa Eucaristia.

 

Qual é o seu estado hoje?

A Coluna Versos Em Cristo traz a sensibilidade das poesias como belos cânticos a nos ajudar na nossa intimidade com o Mestre. Publicado de Segunda a Sexta no Jornal O Nortão

          

www.jornalcontemplatio.blogspot.com.br