Conectado por

Mato Grosso

Entre o MDB e a vocação para a oposição, Janaina promete independência a Mauro


Compartilhe:

Publicado por

em

Com 3.375 votos a mais que há quatro anos, passando de 48.171 para 51.546 votos, a deputada Janaina Riva (MDB) foi a parlamentar eleita com maior votação entre os 24 eleitos para a Assembleia. Com trajetória construída no Legislativo a partir de ferrenha oposição ao governador Pedro Taques (PSDB), Janaina deverá enfrentar um impasse na próxima Legislatura.

Isso porque o partido ao qual é filiada compõe o arco de aliança do governador eleito Mauro Mendes (DEM). A deputada alega que por hora se declara independente, e que não vê problema em ser oposição a Mauro, caso isso seja necessário.

Sem muita empatia pelo democrata, Janaina já caminha a parte do MDB desde as eleições, quando apoiou o senador Wellington Fagundes (PR), na disputa pela chefia do Poder Executivo estadual.

Apesar da dissonância, MDB é tradicionalmente um partido situacionista, exceto na sua origem quando foi opositor ao Regime Militar. A partir daí, governo após governo, o partido se situa no poder. Em Mato Grosso, o grande cacique da sigla Carlos Bezerra, exemplifica bem essa proposição.

Eventual postura oposicionista de Janaina causa desconfiança. Isso porque a probabilidade de o partido ocupar uma ou mais secretarias na gestão Mauro é grande. O impasse reside na hipótese se Janaina terá carta branca para deflagrar suas críticas ao ex-prefeito de Cuiabá, fazendo parte de uma conjuntura tão arraigada no poder Executivo.

Outra condicionante faz parte deste impasse, a possível vitória da chapa encabeçada por Eduardo Botelho (DEM), da qual Janaina postula ser 1ª secretária da mesa diretora. Botelho será situacionista irredutível. Comportamento que já aconteceu na gestão Taques, e que só foi esfriada quando o DEM lançou Mauro como candidato ao governo.

Ao , Janaina afirma que sua eventual posição de 1ª secretária – o que implica proximidade com Botelho – e sua atuação na Assembleia como parlamentar são condições distintas, assim como deverá ser sua postura enquanto deputada frente às proposições e projetos do governador eleito.

Esse contexto ainda conta com as pautas polêmicas que o Legislativo deverá enfrentar pautado pelo chefe do Executivo Estadual. Reforma tributária, reforma administrativa, taxação do agronegócio e revisão geral dos servidores são alguns destes temas, que Mauro inevitavelmente não terá como fugir.

Os mesmos temas chegaram a ser aventados durante a gestão Tucana, que se encerra, e aquilo que não foi arquivado ou retirado pelo governador, foi aprovado sob os desgastantes efeitos da tríplice trincheira formada entre Taques, deputados e servidores.

Perfil

Com 29 anos de idade, Janaina Greyce Riva, foi reeleita para seu 2º mandato como deputada estadual. Há quatro anos, em 2014, foi a 2ª deputada mais bem votada. Este ano, ficou em 1º lugar no ranking entre os mais votados. Filha de José Riva, que foi deputado por cinco mandatos consecutivos, e hoje é condenado em primeira instância por formação de quadrilha, desvio de dinheiro da Assembleia, corrupção passiva e ativa, Janaina ainda reflete nas urnas a expressiva votação que seu pai recebeu no histórico de disputas eleitorais.

Apesar do laço sanguíneo, Janaina avalia que sua vida na política é completamente distinta de seu pai, e que pretende manter sua independência no Legislativo como forma de melhor representar os anseios dos eleitores que a reconduziram ao parlamento por mais quatro anos.

Rdnews/Arte Rodinei Crescêncio

janaina vitoriosa nas urnas

Deputada Janaina Riva teve o 1º mandato pautado pela ferrenha oposição ao governador Pedro Taques, fato que ampliou seu eleitorado em 3,3 mil

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento