Conectado por

Educação

Ensino Médio 2022: Nova disciplina entrará na grade curricular dos estudantes.


Compartilhe:

Publicado por

em

A vida de estudante é uma prévia para a vida adulta. A educação tem papel importantíssimo para os cidadãos; pois o conhecimento amplia os horizontes, tornando possível a realização das mais diversas tarefas e sonhos.

Pensando em uma maneira de auxiliar os estudantes do Ensino Médio a descobrirem o seu objetivo de vida, uma nova matéria foi adotada e será incluída na carga horária obrigatória desses alunos, no ano que vem. O conteúdo é chamado de “Trabalho e Projeto de Vidas”. A novidade começou a ser aplicada em escolas de São Paulo e faz parte do projeto Novo Ensino Médio, que foi aprovado pelo ex-presidente Michel Temer.

Qual é o objetivo da nova disciplina?

O intuito  da nova disciplina é causar uma reflexão nos alunos a respeito de situações da vida adulta, como: escolha da profissão (onde ele possa aprimorar suas habilidades) e inserção no mercado de trabalho. Serão tratados os aspectos  naturais, sociais, profissionais e cognitivos de maneira simples.

Há algum tempo, quando uma criança começava a entender sobre o ambiente onde está, era perguntado a ela: O que você quer ser quando crescer?

A nova disciplina veio para aprofundar esse questionamento, dando luz aos educandos não somente sobre a escolha da profissão; mas fazendo com que eles compreendam primeiramente quem são, para depois dizerem o que querem ser.

Outras modificações previstas para o Ensino Médio

O novo projeto tem o objetivo de dar mais liberdade aos educandos em suas escolhas e na maneira que eles almejam sua caminhada. Em 2022 está prevista uma alteração nos roteiros formativos.

No próximo ano, o Ensino Médio deverá ser dividido em duas partes. O aluno passará por uma Formação Geral Básica (FGB), onde a grade curricular é fixa e formada pelas várias áreas do conhecimento mencionadas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A FGB corresponde a 60% da carga horária.

Os 40% restantes dizem respeito aos roteiros formativos, que serão ofertados aos alunos, através de projetos, oficinas e núcleos de estudo. A meta é aprimorar o que foi estudado na Formação Geral Básica.

Como os roteiros podem ser abordados?

Veja a seguir uma forma de abordar os itinerários:

  • Ciências Humanas e Sociais Aplicadas e Formação Técnica e Profissional;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  • Linguagens e suas Tecnologias;
  • Matemática e suas Tecnologias

Quais são as críticas que essa novidade causou?

A inclusão desses roteiros aumentará a carga horária dos educandos, isso pode causar um déficit na participação de grande parte dos discentes do Ensino Médio , pois precisam trabalhar.

Várias escolas precisarão fazer modificações, pois o espaço a ser usado será maior e número de professores também.

Vale destacar, que as instituições não têm o dever de adotar todos os conteúdos e nem de  oferecer  o aprofundamento no primeiro ano.

Jornalcontabil.com.br

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento