Conectado por

Nacional

Enfermeiros cantam “Ousado Amor” para homenagear paciente que venceu o câncer

Publicado por

em

A equipe de enfermagem e médicos do Hospital Bom Samaritano, em Maringá, cantaram a música “Ousado Amor” para homenagear uma paciente que concluiu o tratamento de câncer.

Continua após a publicidade

Em um vídeo que viralizou nas redes sociais, Emanuele Mendes de Marchi, de 33 anos, chora ao receber flores e o “sino da esperança” para celebrar fim de tratamento. Enquanto isso, médicos e enfermeiros cantam o refrão: “Impressionante, infinito e ousado amor de Deus”.

“Quando encontrei eles no corredor, levei um susto… Quase me faltou oxigênio. Mas a primeira coisa que pensei foi: Deus obrigada por tudo isso”, disse Emanuele, carinhosamente chamada de Manu, em entrevista ao Paraná Portal.

“Me senti amada e adorada. Sou muito grata a equipe do hospital, aos meus médicos que não mediram esforços nenhum minuto para me salvar quando me desenganaram. O que resume essa homenagem é gratidão”, acrescentou.

Emanuele recebeu alta no dia 21 de fevereiro, após oito meses de um tratamento agressivo de leucemia mieloide aguda (LMA).

Ela descobriu a doença no início de 2019 ao fazer exames de rotina, depois de sentir dores nos pés e nas mãos — acreditando que poderia ter artrite ou artrose. Foi na consulta com um hematologista que ela recebeu o diagnóstico de câncer.

“Por fim, quem diagnosticou o que eu tinha foi a hemato, com simples mielograma, sem biópsia”, conta Emanuele. Em seguida, ela foi encaminhada para um oncologista, com quem iniciou tratamento de leucemia em maio de 2019.

No final do ano, Emanuele precisou ficar internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) devido a um quadro de pneumonia. Quando voltou para o quarto, em janeiro, ela foi surpreendida com uma surpresa da equipe de enfermagem, que preparou decorou o local para deixar o clima mais agradável.


Emanuele Mendes de Marchi foi homenageada por médicos e enfermeiros. (Foto: Hospital Bom Samaritano)

“Desde o primeiro dia que eu fiquei aqui, fui muito bem recebida e ninguém mediu esforços para me fazer feliz, para tentar me fazer ficar forte e encarar esse tratamento”, agradeceu após a homenagem.

A batalha contra o câncer também fortaleceu a gratidão e fé de Manu. “Estou muito anestesiada ainda. Glorifico a Deus a todo tempo, Foi Ele quem respirou por mim quando precisei. Peço a todos que irão ler essa reportagem que orem por mim, porque a batalha ainda não acabou, temos cinco anos pela frente”, pede.

“Eu tive que aprender o amor de Deus na dor. Antes eu só conhecia de passagem, e hoje eu sei que sem Ele a gente não é nada”, destacou.

O vídeo foi compartilhado Facebook e já soma mais de 2,8 milhões de visualizações. Agora, Emanuele continua o tratamento em casa, com vitaminas e suplementação.

“Hoje estou cuidando do pulmão, após uma pneumonia e infelizmente se agravou. Então, ainda estamos devagar. Mas a felicidade de vencer o câncer é imensurável”, celebra.

FONTE: GUIA ME