Conectado por

Acre

Em Rio Branco, grávidas e puérperas são incluídas em grupo prioritário da vacina contra a Covid-19


Compartilhe:

Publicado por

em

As grávidas e puérperas de Rio Branco foram incluídas no grupo de pessoas com comorbidades da vacinação contra a Covid-19. Elas já podem procurar uma unidade de saúde, fazer o cadastro e aguardar o município iniciar a imunização desse público.

A inclusão de todas as grávidas e mulheres no período pós-parto atende uma nota técnica do Ministério da Saúde enviadas às secretárias para colocarem o público no grupo prioritário. Em março, o governo federal já tinha incluído as gestantes com comorbidades na prioridade.

“Somos só os executores da política. Se o Ministério da Saúde abriu cadastro para elas e vamos vacinar. Já recebemos a nota técnica do ministério e elas já estão incluídas, é só procurarem uma unidade de saúde”, explicou o secretário de Saúde municipal, Frank Lima.

A capital acreana continua atendendo pessoas acima dos 60 anos e profissionais da pasta que ainda não tomaram a primeira dose da vacina contra a doença. A Secretaria de Saúde Municipal (Semsa) faz uma repescagem para vacinar idosos que ainda não tomaram a 1ª dose do imunizante.

A pasta aguarda a chegada de um novo lote de vacinas para começar a imunizar pessoas com comorbidades. A previsão, segundo a pasta, é iniciar a vacinação desse público na segunda-feira (3).

Cadastro

Quase 20 mil pessoas com comorbidades de Rio Branco já estão inscritas no Sistema Único de Saúde (SUS) para receber a primeira dose contra a Covid-19. Adultos de 18 a 59 anos com alguma doença preexistente devem fazer um cadastro para poder receber a vacina.

Quem se enquadra nos critérios deve procurar uma das unidades básicas de saúde de Rio Branco para fazer o cadastro.

O cadastramento prévio deve facilitar o processo de vacinação, quando a próxima etapa da campanha for aberta. Laudo médico ou outros documentos comprobatórios serão necessários para garantir o direito à vacina.

Conforme orientação do Ministério da Saúde, foi iniciado o cadastramento dos adultos de 18 a 59 anos com doenças crônicas para receberem a vacina. Mais de 20 mil pessoas já procuraram uma das unidades de saúde da capital para se cadastrar. No entanto, o município ainda não recebeu as doses para este grupo e não há previsão para início da vacinação.

Segunda dose:

  • CoronaVac

O intervalo ideal é de 28 dias entre as doses da CoronaVac. Um estudo do Butantan mostrou que a eficácia da vacina foi de 62% com intervalo de 21 a 28 dias, contra 50% com intervalo de até 21 dias.

  • AstraZeneca

Já estudos clínicos da Oxford/AstraZeneca apontaram uma eficácia de 82,4% com a segunda dose, em um intervalo de três meses após a primeira dose.

Pandemia e vacinação

De acordo com informações do portal de transparência do governo, o Acre recebeu 199.390 doses de vacinas e foram aplicadas 117.956 até essa terça (28), data da última atualização, sendo 91.984 da primeira dose e 25.972 da segunda. Rio Branco aplicou 54.719 doses e Cruzeiro do Sul 13.149.

Segundo o governo, o número de doses aplicadas que consta no portal refere-se aos dados já inseridos no sistema do Ministério da Saúde, cujas atualizações são realizadas pelos municípios. Por isso, pode haver atraso nas informações.

G1.globo.com