Conectado por

Economia

Em meio à pandemia, MT recebeu apenas R$ 6 milhões da União

Publicado por

em

Quase um mês após o registro do primeiro caso da Covid-19 (o novo coronavírus), Mato Grosso recebeu apenas R$ 6 milhões do Governo Federal para investir em ações no combate à pandemia.

Continua após a publicidade

Os recursos, segundo assessoria do Executivo, foram destinados à Secretaria de Estado de Saúde.

Nesse período, a Pasta tem feito algumas aquisições para equipar os hospitais referenciados no enfrentamento a doença. Entre as quais, compra de ambulâncias, aparelhos respiradores e equipamentos de proteção individual (EPIs), por exemplo.

“No tocante a SES, é válido frisar que a Pasta envida muitos esforços na aquisição de insumos voltados ao atendimento de pacientes com Covid-19”, afirmou a assessoria da Secretaria.

A Pasta envida muitos esforços na aquisição de insumos voltados ao atendimento de pacientes com Covid-19

Ainda conforme o Governo, há previsão de que sejam liberados mais recursos ao Estado, ainda sem data para ocorrer.

Recentemente, o governador Mauro Mendes (DEM) afirmou estimar que Mato Grosso deve desembolsar até R$ 200 milhões, nos próximos seis meses, em ações relativas ao combate do novo coronavírus.

Mendes admitiu que há uma preocupação com o volume de gastos que deve ser dispensado, mas garantiu que tomará medidas necessárias para conter a pandemia e atender os pacientes que precisarão da Saúde Pública.

Casos em MT

Até a última segunda-feira (13), Mato Grosso havia registrado 134 casos do novo coronavírus.

Quatro pessoas já morreram no estado vítimas da doença. Os óbitos foram registrados em Lucas do Rio Verde, Cáceres, Aripuanã e Rondonópolis.

Cuiabá lidera o número de notificações: 72.

Também há casos registrados nos seguintes municípios: Rondonópolis (22), Sinop (11), Várzea Grande (6), Tangará da Serra (5), São José dos Quatro Marcos (2), Cáceres (2), Aripuanã (2), União do Sul (1), Primavera do Leste (1), Nova Mutum (1), Nova Monte Verde (1), Lucas do Rio Verde (1), Lambari D’Oeste (1), Canarana (1), Campo Novo do Parecis (1), Alta Floresta (1) e residentes de outros Estados (3).

MIDIANEWS