Conectado por

AL/MT

Em audiência com ministro, Janaina Riva pede que MT seja prioridade na implantação de 5G


Compartilhe:

Publicado por

em

Com o objetivo de debater sobre a inclusão de Mato Grosso na primeira leva de implantação da internet 5G no Brasil, a deputada estadual Janaina Riva (MDB), o deputado Max Russi, presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso-AL/MT e o senador Wellington Fagundes, estiveram na manhã desta terça-feira (18.05) em Brasília, no Palácio do Planalto, junto ao ministro das Comunicações Fabio Farias, para debater e saber como colocar o estado na rota prioritária da nova tecnologia.

Em termos de telecomunicações, o 5G é o padrão de tecnologia de quinta geração para redes móveis e de banda larga que as empresas de telefonia celular começaram a implantar no fim de 2018. O 5G é o sucessor planejado das redes 4G, que fornecem conectividade para a maioria dos dispositivos atuais.

“Saímos dessa audiência muito satisfeitos com as informações a nós repassadas pelo ministro de que as escolas rurais e as comunidades mais longínquas que hoje não tem acesso à internet, serão amplamente beneficiadas pelo 5G, além da indústria e a telemedicina. Quem tem um trabalho municipalista e vem do interior como eu, sabe da dificuldade que é a comunicação e o acesso à saúde em algumas localidades e, por meio do 5G esperamos melhorar tudo isso. O senador Wellington Fagundes apoia essa causa e a Assembleia Legislativa também, e vamos lutar para o 5G se tornar realidade em Mato Grosso na primeira leva de implantação no País”, disse a deputada.

Em entrevista recente ao site da presidência da República, o ministro revelou que a principal diferença entre o 4G já em operação no Brasil e o 5G, é a qualidade e a utilidade do serviço que, segundo ele, deve revolucionar a comunicação, indústria e medicina no Brasil.

“No 4G, nós temos o Facetime, mensagens de áudio, você pode se comunicar com qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo instantaneamente. O 4G veio para as pessoas. E o 5G não. Ele veio para mudar a vida das indústrias. Vai ser uma revolução nas indústrias. Nós teremos as empresas tendo um alto ganho de produtividade. Toda a cadeia de produção das empresas irá se comunicar. Por exemplo, nós teremos uma telemedicina a distância funcionando. Aqui em Brasília, um médico pode fazer uma cirurgia em uma sala. Se tiver uma sala de cirurgia no meio da Amazônia, por exemplo, ele pode fazer a operação daqui. Porque com o 5G funcionando, o standalone tem uma latência muito baixa. Por que não faz hoje? Porque hoje com um erro de um milímetro de um lado ou para o outro, nós podemos perder uma vida. Então, o 5G standalone, a latência é muito baixa, então não tem erro de intervalo de tempo. Tem uma precisão muito grande. Nós teremos carros sem motoristas, que são os veículos autônomos, as cirurgias a distância, o aumento da conectividade rural, as empresas do agrobusiness vão crescer muito. E várias outras empresas terão a oportunidade de evoluir. Eu digo que o 5G vem para as empresas e as indústrias”, disse.

 

Participaram da agenda além da deputada Janaina Riva, o senador Wellington Fagundes, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso-AL/MT, deputado Max Russi, bem como o prefeito de Campo Novo do Parecis, Alexandre Lopes, prefeito de Campo Verde e o vice-prefeito Toninho Brolio.

(Assessoria)

Fotos:

Janaina Riva ao lado do Ministro das Comunicações Fabio Farias

Senador Wellington Fagundes, Ministro das Comunicações Fabio Farias, deputada Janaina Riva e o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso-AL/MT, deputado Max Russi