Conectado por

Cuiabá-MT

Eduardo Botelho: “Tínhamos o nome mais preparado, mas não soubemos comunicar”

Publicado por

em

O presidente da Assembleia Legislativa de MT, deputado Eduardo Botelho (DEM), atribuiu a derrota do candidato a prefeito de Cuiabá, Roberto França (Patriota), ao fato de a campanha não ter conseguido mostrá-lo como o “mais preparado”.

Continua após a publicidade

França teve 25.523 votos (9,49%), ficando em quarto lugar. Seguem para o segundo turno o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro, que teve 82.367 votos (30,64%), e Abílio Junior, com 90.631 (33,72 %).

“Nós tínhamos o melhor candidato, o mais preparado, o mais consciente, livre de todas as ambições e vaidades. Mas, infelizmente, nós não soubemos levar essa comunicação à população”, disse ele em mensagem enviada à imprensa, nesta segunda-feira (16).

“Nós temos a consciência tranquila, o sentimento de dever cumprido e de ter feito uma campanha limpa e muito tranquila”, acrescentou.

”Nós tínhamos o melhor candidato, o mais preparado, o mais consciente, livre de todas as ambições e vaidades”

Botelho afirmou que o nome do Patriota lutou até o último segundo para pedir votos, com caminhadas e arrastões até mesmo na véspera da eleição.

Ele agradeceu o empenho do ex-prefeito.

“Quero agradecer a todos que caminharam conosco nessa campanha do Roberto França. Enaltecer a qualidade do Roberto França, a garra e determinação dele, que andou os bairros, que fez caminhada até tarde da noite. Agradecer ele por todo esse empenho”, disse.

Segundo turno

Botelho afirmou ainda não ter decidido o que fará no segundo turno. O presidente do Legislativo é próximo de Emanuel e evitou críticas a ele durante o primeiro turno.

Mas não agiu da mesma forma com Abílio, a quem chegou a chamar de inexperiente.

“Agora, vamos pensar em um segundo turno. Vamos discutir, refletir, orar, para ver o que vamos fazer nesse segundo turno. O momento ainda é de reflexão”, resumiu.

Midia News