Conectado por
Governo de Rondônia

Saúde

Doenças que causam cansaço excessivo

Publicado por

em


Continua após a publicidade

O que são doenças que causam cansaço excessivo?

Muitas doenças que causam cansaço excessivo podem chegar de mansinho, instalar-se vagarosamente e dar origem a uma sensação de fadiga, moleza e falta energia, até mesmo para executar as pequenas atividades cotidianas. Com a correria do dia a dia atualmente, muitos atribuem essa sensação de cansaço extremo a noites mal dormidas e/ou ao estresse. Tais situações de desânimo geram um impacto profundo nas atividades sociais, na produtividade na vida profissional, além de terem se tornado uma das principais queixas nos consultórios médicos.

As doenças que causam cansaço excessivo?

A sensação de cansaço excessivo pode dever-se a uma noite mal dormida, horas enfrentando o trânsito das grandes capitais ou ainda viver em eterno estado de tensão e estresse. No entanto, existem outros fatores causais, como os decorrentes de carências nutricionais, desequilíbrios hormonais, infecções e doenças autoimunes.

Quais são as principais doenças que causam cansaço excessivo?

Inúmeras doenças podem dar origem à sensação de cansaço. As mais comuns são: gripe, doença da tireoide, anemia, depressão, insônia, diabetes, insuficiência cardíaca congestiva, deficiência de vitaminas, efeitos colaterais de medicamentos, polimiosite, câncer, quimioterapia, acidente vascular cerebral, doenças que afetam os nervos ou os músculos e overdose de medicação ou de vitaminas.

Mas o cansaço também pode se dever ao estilo de vida:

  1. Consumir muito carboidrato refinado pode levar à sensação de cansaço. O corpo transforma carboidratos em açúcar, que pode ser usado para produzir energia. No entanto, eles podem ter o efeito contrário e fazer com que a pessoa se sinta cansada durante todo o dia, quando em excesso. O aumento nos níveis de açúcar no sangue e a queda subsequente pode aumentar a exaustão física. Essa exaustão pode aumentar o desejo por mais carboidratos refinados, estabelecendo um ciclo vicioso.
  2. Vida sedentária pode ser causa de baixa energia. Muitas pessoas alegam se sentirem cansadas demais para fazer exercícios, mas quando começam a executá-los têm exatamente a sensação contrária. Durante o exercício, são liberadas substâncias no organismo que geram sensação de bem-estar e ânimo.
  3. A síndrome de fadiga crônica é caracterizada por fadiga extrema, inexplicável e diária, que não pode ser explicada por nenhuma condição médica subjacente. Esta fadiga costuma piorar com a atividade física ou mental, mas não melhora com o repouso.
  4. Não dormir o suficiente é uma das causas de fadiga. Depois de uma noite de sono bem dormida, normalmente acorda-se mais alerta e com mais energia. Além de dormir por um tempo suficiente, manter uma rotina de sono regular também parece ajudar a evitar o cansaço.
  5. Sensibilidades alimentares específicas também podem causar cansaço. Mas a fadiga é um sintoma muitas vezes esquecido nesses casos. Os principais alimentos que podem causar tal sintoma incluem glúten, laticínios, soja e milho.
  6. Consumir poucas calorias pode causar cansaço excessivo. Quando uma pessoa come muito pouco, seu metabolismo diminui, a fim de conservar a energia, potencialmente causando fadiga. Também comer pouca proteína pode contribuir para o cansaço excessivo, porque a proteína ajuda a evitar o cansaço.
  7. A desidratação é outra causa para sentir cansaço excessivo. A desidratação ocorre quando a pessoa não bebe bastante líquido, para substituir a água perdida pela urina, fezes, suor e respiração.
  8. As bebidas energéticas podem proporcionar um impulso temporário de energia, devido ao alto teor de cafeína e açúcar, mas essas bebidas energéticas também são susceptíveis de causar cansaço excessivo quando os efeitos da cafeína e açúcar acabam.
  9. estresses normais, que não causam grandes repercussões, mas níveis excessivos de estresse têm sido associados à fadiga em vários estudos.

Como o médico trata as doenças que causam cansaço excessivo?

Algumas doenças que causam cansaço excessivo necessitam de acompanhamentos médicos específicos, como diabetes mellitus, doenças da tireoide, síndrome da fadiga crônica, câncer, insônia, anemias, insuficiência cardíaca, dentre outras. Este acompanhamento médico pode ajudar os pacientes a se sentirem bem melhor.

Pequenas mudanças no estilo de vida colaboram para diminuir o cansaço, tais como a prática de exercícios físicos, que pode ajudar a reduzir a fadiga. Até mesmo aumentos mínimos na atividade física parecem ser benéficos. A solução pode ser simples, se a pessoa substituir comportamentos sedentários por outros ativos, como por exemplo subir as escadas em vez de usar o elevador, caminhar ao invés de dirigir e fazer caminhadas diárias pelas manhãs e nos finais de semana. Além de também mudar os hábitos alimentares incluindo refeições mais saudáveis no seu dia a dia.