Conectado por

Religião

Deus do Ódio – Por Bispo Macedo


Compartilhe:

Publicado por

em

Mas quem prega ou ensina a mesma Palavra, obrigatoriamente, tem de ser o primeiro a praticá-la.

Nesta mensagem o Senhor Jesus separa o joio do trigo, definindo bem quem é dEle e quem não é. Faz assim para alertar os verdadeiros servos.

Quando se nasce de Deus, a maior e mais evidente característica é a mudança de caráter. Por mais genioso, mentiroso ou dissimulado, logo após o novo nascimento, a pessoa é transformada como da água para o vinho.

Sou testemunha viva disso. Lembro bem do meu gênio ruim. Perdão não fazia parte da minha vida. Fiquei 2 anos sem falar com minha irmã. Era extremamente genioso e temperamental. Mas, logo após o nascimento do Espírito, tornei-me como criança. Tudo mudou em mim. Surpreendi a mim e aos meus familiares ao ponto de me tornar estranho em casa. Meus pensamentos e objetivos mudaram, consequentemente, as atitudes também. Todos notaram a enorme diferença no meu comportamento e maneira de falar.

Às vezes, por conta dos problemas causados por uns maus-caracteres, ficamos irados. Mas, logo passa. E, quando a ira insiste em ficar, oro por eles e logo a paz interior volta a reinar. É uma maravilha conviver com a consciência em paz.

Tenho acompanhado a devassa que o espírito do ódio, confusão e engano tem feito na seara do meu Deus. Sei o quanto há risco de morte enquanto o Senhor Jesus não é formado no interior dos noviços na fé. O diabo também sabe. Por isso, seu ódio cresce e se espalha. Sinto a alma agonizante. Mas, fazer o quê? Obrigar os incautos a ficar, não posso. Espero, pela fé, que um dia a “ficha caia”, se arrependam e voltem ao primeiro amor.

Compreendo muito bem as palavras de Paulo, quando disse:

…de novo, sofro as dores de parto, até ser Cristo formado em vós Gálatas 4.19

A ganância de sucesso a qualquer preço instiga a falta de temor e respeito à Obra de Deus. E o pior: promoção da rebeldia. Infelizmente, tal problema sempre esteve presente na história da construção do Reino de Deus nos corações. Sugiro, então, a meditação no texto a seguir, como forma de alerta.

Quem é de Deus ouve as palavras de Deuspor isso, não Me dais ouvidos, porque não sois de Deus. João 8.47

Ou seja, quem não pratica as palavras do Senhor Jesus, não é de Deus.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *