Conectado por

Rondônia

Detran disponibiliza para Cerejeiras mais de R$ 300 mil para sinalização de trânsito

Publicado por

em

Dando continuidade no trabalho de sinalização urbana em parceria com os municípios, o Governo de Rondônia, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), assinará convênio de sinalização horizontal e vertical de trânsito com o município de Cerejeiras no valor de R$ 380.895,50, sendo R$ 361.859,72 recursos do Detran e R$ 19.044,8 de contra partida do município. O evento está programado para acontecer na próxima quinta-feira (5), às 16h, na cidade de Cerejeiras e contará com a presença do governador Marcos Rocha que estará levando outros benefícios para a região.

Continua após a publicidade

O diretor geral do Detran, coronel Neil Aldrin Faria Gonzaga, disse que outros municípios do Estado também serão beneficiados em breve com convênios de sinalização de trânsito, a exemplo de Presidente Médici (383 mil), Jaru (490 mil), Nova Brasilândia (349 mil), Colorado D`oeste (375 mil) e Guajará Mirim (711 mil). Neil Gonzaga ressaltou a importância de vias bem sinalizadas como forma de prevenir acidentes de trânsito.

O recurso do convênio de trânsito com os municípios são exclusivamente para sinalização de trânsito vertical e horizontal. A sinalização vertical é a comunicação em placa na lateral sobre a pista informando sobre as determinações e orientações para melhorar a qualidade do trânsito. A sinalização horizontal é a pintura de faixas (na via) como a de pedestres, que são símbolos e avisos definidos sobre o sistema viário, respeitando os princípios definidos pelos órgãos competentes.

“Investir em sinalização de trânsito é investir na prevenção de acidentes. Via bem sinalizada e condutor consciente, respeitando a legislação de trânsito, com certeza teremos um trânsito mais seguro e humanizado”, afirmou o diretor.

CEREJEIRAS

Dados estatísticos do Anuário de 2017 do Detran mostram que o município de Cerejeiras tem 17.934 habitantes e uma frota de 11.153 veículos, sendo que mais de 50% são motocicletas (4.729 – 42,4%) e motonetas (1.543 – 13,8%).

De 2013 a 2017 houve uma redução significativa no número de acidentes de trânsito. Em 2013 foram registrados 129 acidentes com vitimas, sendo 182 não fatais e sete fatais. Em 2014 foram 109 acidentes com vitimas, sendo 145 não fatais e quatro fatais.

Em 2015 o número de acidentes com vitimas caiu para 78, sendo 121 com vitimas não fatais e 06 vitimas fatais. Em 2016, ocorreram 83 acidentes com vitimas, sendo 109 vitimas não fatais e 04 pessoas perderam a vida e em 2017 o número de acidentes caíram para 36 com vitimas, sendo que 47 pessoas ficaram feridas e 04 perderam a vida.