Conectado por

AL/MT

Deputado Eduardo Botelho lamenta falecimento de promotor e destaca seu legado


Compartilhe:

Publicado por

em

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho lamenta o falecimento do promotor de Justiça, Célio Joubert Fúrio, ocorrido, por conta de complicações da Covid-19.

O servidor do Ministério Público Estadual (MPE) foi diagnosticado com a doença em março e foi internado em uma unidade do Hospital Santa Rosa, em Cuiabá. Devido a uma piora no seu quadro clínico, no dia 29 de março o promotor foi transferido para um hospital de São Paulo, onde faleceu na manhã desta sexta-feira (16).

Botelho destacou o perfil do promotor que tinha um excelente trabalho prestado em combate a corrupção, e o descreveu como um  profissional centrado e muito competente.

“A Promotoria de Justiça do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público de Cuiabá perde um grande promotor de Justiça, realizava uma atuação excelente nas questões do patrimônio, com intervenção importante nas esferas políticas, sempre zelando pelas boas práticas na administração pública.”

O deputado também externou as condolências aos familiares e amigos do promotor que durante quase 30 anos prestou serviços em combate a corrupção. Celío Fúrio deixa dois filhos.

“É lamentável mais uma perda para Mato Grosso, o promotor Célio Fúrio tem sua carreira interrompida tão cedo, mais uma vítima da pandemia. Deixo minhas condolências para a família e amigos neste momento de grande dor!”

Al.mt.gov.br