Conectado por

ALE/RO

Deputado Cirone Deiró assume compromisso com o funcionamento do laboratório de qualidade do leite

Publicado por

em

“Assumo o compromisso com a cadeia produtiva do leite, de trabalhar na Assembleia Legislativa de Rondônia-ALE/RO,  em todas as frentes necessárias para a liberação de recursos destinados à viabilizar o funcionamento do laboratório de qualidade do leite dentro da maior brevidade possível. Essa é uma das minhas prioridades na presidência da Comissão de Agricultura”, afirmou o deputado Cirone Deiró (Podemos). 

Continua após a publicidade

A declaração foi dada durante reunião na sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que contou com a presença de representantes da Fundação Rondônia de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa do Estado de Rondônia (Fapero), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Secretaria de Estado de Agricultura (Seagri). 

Iniciado há cerca de 10 anos, o laboratório de qualidade do leite é uma antiga reivindicação dos empresários do ramo lácteo. Durante a reunião a pesquisadora da Embrapa que provisoriamente estava respondendo pelo laboratório de qualidade do leite, Dra. Juliana Alves Dias, fez uma prestação de contas detalhando todas as etapas percorridas para a implantação deste importante equipamento para fortalecer a cadeia produtiva do leite no estado. 

De acordo com o presidente da Comissão de Agricultura, deputado Cirone, em média são enviadas cerca de 20 mil amostras de leite para ser analisadas em outros estados. Segundo ele, essa realidade causa transtornos de toda ordem aos empresários do setor. “Não cabe mais justificar os motivos pelos quais o laboratório da qualidade do leite ainda não foi colocado em funcionamento. A melhor resposta que podemos dar é a efetiva soma de esforços de todos os atores para colocar esse laboratório em funcionamento”, defendeu. 

Na avaliação do deputado, o laboratório desempenha papel fundamental na cadeia produtiva do leite e vai ajudar na orientação, definição e execução dos programas de apoio e incentivo à qualidade do leite rondoniense. Segundo ele, este será um instrumento essencial para o cumprimento das Instruções Normativas 76 e 77 que preconizam as exigências para a necessária qualidade do leite. 

“Quando se trata de produtos alimentícios, a qualidade representa não apenas um indicador de produção, mas também uma questão de saúde pública”, finalizou.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *