Conectado por
Governo de Rondônia

Acre

Deficientes físicos protestam no Centro de Rio Branco contra falta de material de higiene

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Um grupo de cadeirantes e pessoas com outras dificuldades de locomoção se reuniram no Centro de Rio Branco para protestar contra a falta de material de higienização e utensílios médicos que deveriam ser entregues a eles. Os manifestantes fecharam o Terminal Urbano, das 8h às 9h30, desta quarta-feira (22).

Após o ato no Terminal, o grupo seguiu para a Casa Rosada, na Avenida Brasil. A Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) informou que deve se posicionar sobre o protesto ainda nesta quarta. O governador vai receber os manifestantes.

“A gente não queria que chegasse a esse ponto. É muita promessa que o governo e a prefeitura fazem e não cumprem. Muitos deficientes que usam material médico hospitalar para sobreviver. É sonda, fralda geriátrica e cadeiras de rodas que o governo não entrega. Estamos reivindicando coisas para nossa vida”, disse Alexsandro Bezerra do Centro de Apoio à Pessoa com Deficiência Física do Acre (Capedac).

Grupo chegou a fechar o Terminal Urbano, em Rio Branco (Foto: Aline Nascimento/G1)

Grupo chegou a fechar o Terminal Urbano, em Rio Branco (Foto: Aline Nascimento/G1)

Bezerra contou ainda que não são entregue os materiais há cerca de um ano. Os deficientes passaram a comprar os utensílios que precisam para não ficar sem.

“Tem gente que fica reutilizando quando não tem. Só prometem que vão resolver e nunca resolvem. Queremos que o governador ou a prefeita nos recebam”, falou.

Os manifestantes fecharam a Avenida Brasil. Agentes da Superintendência de Trânsito do Acre (RBTrans) acompanham o grupo para desviar o trânsito para vias liberadas. A Avenida Brasil foi liberada às 10h54 (horário do Acre).

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *