Conectado por

Geral

Cuiabano estava na mesma boia de acidente que matou radialista no Beach Park e ajudou no socorro

Publicado por

em

O comerciante de Cuiabá, Tarcísio Pontes, presenciou o momento da morte do radialista Ricardo José Hilário Silva, que foi a óbito depois de cair em um brinquedo do Beach Park, localizado em Fortaleza (CE). Os dois estavam na mesma boia que virou, já quase no fim do trajeto do ‘Vainkará’. Em entrevista ao Fantástico, ele relatou que ajudou no socorro da vítima.

Continua após a publicidade

Tarcísio, que descia junto com Ricardo, contou que a boia virou em uma das rampas do escorregador. Segundo os relatos, o radialista bateu a cabeça no começo de um túnel do brinquedo.

“Eu percebi que o Ricardo tinha desmaiado, que ele não estava consciente. Peguei ele e o coloquei no meu peito, e aí veio uma onda mais forte, levando a gente até a piscina”, relatou o comerciante de Cuiabá, que ainda acrescentou: “Todo momento estou me lembrando disso, de tentar salvar ele e não conseguir ter êxito”.

Por fim, o comerciante ainda questiona: “Como você entra num lugar para se divertir e em segundos entra num filme de terror?”.

O acidente

Ricardo estava junto com a mulher a filha e aguardavam para descer na atração Vainkará. Porém, o radialista se separou delas porque foi convidado para ocupar o lugar que faltava no grupo que iria à frente. Cada boia comportava quatro pessoas e o peso máximo de 320 quilos.

Segundo a esposa de Ricardo, ninguém perguntou sobre o peso dos participantes. A viúva afirmou só ter percebido o acidente depois que terminou a descida na atração: “Quando eu olhei para trás, eu vi que era meu marido e vi que era muito grave o que aconteceu”.

Ricardo morreu na hora, de traumatismo craniano associado a trauma na coluna. Ele foi enterrado na quarta-feira (18) em Sorocaba (SP), cidade onde morava.

Desde o acidente, o brinquedo está interditado. O Beach Park, em respeito à família, não funcionou no dia seguinte à tragédia. O parque também retirou a placa que indicava o nome da atração. A perícia que vai determinar as causas do acidente deve ficar pronta em um mês.

Veja como é o brinquedo:

  • Altura: 29,5 metros
  • Comprimento: 159 metros
  • Quantidade máxima de pessoas na boia: quatro, segundo a assessoria do parque
  • Peso máximo por boia: 320 kg, segundo a assessoria do parque
  • Duração do trajeto: de 30 a 40 segundos
  • Recomendação de segurança: manter-se segurando as alças da boia