Conectado por

Cuiabá-MT

Cuiabano cria podcast sobre identidade de gênero e orientação sexual com suporte visual para surdos


Compartilhe:

Publicado por

em

O cuiabano Vitor Batista, de 23 anos, criou o podcast “Prazer em Ser”, que tem como objetivo discutir os conceitos de sexo biológico, gênero e orientação sexual para aqueles que não possuem domínio sobre os termos e buscam se aprofundar para entender sobre. Visando ser o mais acessível possível, o podcast terá suporte em vídeo para deficientes auditivos. O primeiro episódio será divulgado nesta quinta-feira (10).

“A proposta do podcast é ser um guia para quem quiser entender melhor os assuntos tão inviabilizados na nossa sociedade, que permeiam os conceitos de sexo biológico, gênero e orientação sexual. A ideia é sermos um tipo de janela que convida o ouvinte a abrir esse portal para ajudar no entendimento desses três conceitos que são discutidos de forma muito superficial e generalizada na nossa sociedade”, explica Vitor, que é estudante de jornalismo na Universidade Federal do Paraná (UFPR), ao Olhar Conceito.

A ideia surgiu há cerca de um ano, quando Vitor conheceu a psicanalista trans Letícia Lanz para um trabalho na faculdade. Na época, Letícia sugeriu a criação de um podcast e a partir deste momento o “Prazer em Ser”, que terá 10 episódios de cerca de 40 minutos cada em sua primeira temporada, começou a nascer. A produção, aliás, é uma das selecionadas no edital MT Nascentes, proveniente da Lei Aldir Blanc.

“Prazer em Ser” aposta em uma linguagem mais simples e coloquial para ajudar no entendimento dos conceitos, e traz como diferencial um suporte visual para pessoas surdas, que são sempre excluídas enquanto “ouvintes”, segundo Vitor. Todo episódio terá um vídeo disponibilizado no YouTube para que possa ser feita a leitura labial dos podcasters e convidados, acompanhamento por libras ou pela leitura de legendas.

“A gente sabe que o podcast é uma plataforma que exclui essa parcela surda da população. (…) [Por isso] a gente vai disponibilizar no YouTube para as pessoas surdas conseguirem pelo suporte visual acompanhar também as informações. Seja na linguagem ou acessibilidade mesmo, a gente está tendendo ir arredondando isso para alcançar o máximo de pessoas possíveis”, explica.

O primeiro episódio do podcast será lançado no dia 10 de dezembro, data que também marca o Dia Internacional dos Direitos Humanos, e irá servir como uma apresentação da proposta do “Prazer em Ser” aos ouvintes. Os episódios principais são postados quinzenalmente, enquanto durante este intervalo episódios bônus também serão divulgados.

“[A data em que o podcast será lançado] tem relação com que a gente está fazendo, de falar das culturas LGBTQIA+, sobre feminismo, acessibilidade e envolver todas essas perspectivas, sem deixar de lado as questões raciais que permeiam tudo isso. A gente sabe que todos esses personagens que estamos lidando fazem parte de minorias históricas que têm seus direitos violados diariamente”.

Também participam do podcast Luísa Mainardes, que apresenta junto de Vitor. Mônica Ferreira é responsável pela produção, enquanto Gabriel Protetti fica com a edição de finalização. Giovane Melo cuida da direção de arte; Gabrielle Marina Romão das relações públicas e mídias, Ângria Prestes é a intérprete de libras e Victor Kalckmann assinou a música-tema.

O podcast “Prazer em Ser” será lançado em todas plataformas de serviço de streaming de áudio, como Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts, entre outros.

Fonte: Olhar Direto

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento