Conectado por

Uncategorized

Covid-19: Remédio para azia tem potencial para tratar casos leves


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

Em estudo feito nos Estados Unidos apontou um medicamento usado para azia estomacal como potencial tratamento de pacientes diagnosticados com a Covid-19 e não intubados. As observações foram publicadas nesta quinta-feira (04/06) no BMJ Journals.

De acordo com os pesquisadores, a terapia oral com alta dose de famotidina melhorou os sintomas da Covid-19 e reduziu a chance de morte ou intubação de dez pessoas infectadas pelo coronavírus em tratamento no Centro Médico Irving e no Hospital Presbiteriano de Nova York, da Universidade Columbia. Todos começaram a tomar famotidina enquanto se sentiam mal.

O tratamento mais utilizado foi de 80 mg por três vezes ao dia, em média por 11 dias. Segundo o estudo, todos os pacientes relataram melhoria acentuada dos sintomas relacionados à doença – especialmente, tosse e falta de ar – no intervalo entre 24 e 48 horas após o início do tratamento com e os efeitos persistiram até 14 dias após o primeiro uso.

“Os resultados desta série de casos sugerem que a alta dose de famotidina oral é bem tolerada e associada a melhores resultados relatados pelos pacientes não hospitalizados com Covid-19”, concluíram os pesquisadores.

Dos dez pacientes, apenas três relataram eventos adversos. Dois apresentaram tontura; um deles teve percepções muito ocasionais de batimentos cardíacos acelerados, e o outro também teve pele seca e insônia. O terceiro relatou sintomas gastroenterológicos e esquecimento temporário. Os médicos lembraram que, além do esquecimento, todos esses efeitos colaterais estão listados nas informações de prescrição da famotidina.

METROPOLES

Publicidade
CRÉDITO JÁ - EMPRÉSTIMOS
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento