Conectado por

Agronegócios

Covid-19: AMAGGI e FALM destinam mais de R$ 7 milhões a famílias em MT, RO e AM

Publicado por

em

Covid-19 04 – Doações do Fundo Um Por Todos e Todos Contra a Covid – Entrega de cestas pela Fundação Amazonas Sustentável – Manaus — Foto: Reprodução

Continua após a publicidade

O agronegócio tem um papel importantíssimo para a balança comercial do país, principalmente durante o período de uma pandemia. A AMAGGI é uma das companhias do setor que resolveram agir para atenuar os efeitos da crise desencadeada pela Covid-19 em várias cidades cujo motor da economia é a agricultura. A empresa, que tem sede em Cuiabá, Mato Grosso, atua desde a produção até exportação de soja, milho e algodão. Ela destinou mais de R$ 7 milhões em recursos para ajudar comunidades nos estados de Mato Grosso, Rondônia e Amazonas.

Vídeo institucional de homenagem ao fundador André Maggi e aos 40 anos da AMAGGI

Relatório de Sustentabilidade 2019 traz avanços socioambientais e de governança da AMAGGI

 

Em Mato Grosso, atualmente um dos Estados com situação mais agravada em decorrência da pandemia, a AMAGGI doou cinco leitos de UTI para um hospital de Sapezal, município com cerca de 25 mil habitantes e que está entre os principais produtores de grãos e fibras do país. Agora, com todos os aparelhos doados já entregues, como respiradores mecânicos e aspiradores cirúrgicos, a unidade já pode atender pacientes graves da Covid-19, inclusive pela rede SUS.

Ainda em Mato Grosso, mas na região nordeste do Estado, a companhia também integrou uma campanha de arrecadação para construção de um espaço de leitos de UTI no município de Querência, distante quase 1.000 km da capital, Cuiabá.

Já a Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) recebeu da AMAGGI insumos e equipamentos, como um termociclador, para realizar testagem de pacientes e profissionais de saúde atuantes no combate à pandemia na região, conforme um termo de cooperação técnica e financeira assinado entre a instituição e a companhia.

Ainda na área da saúde, mas no estado do Amazonas, a empresa também está doando equipamentos para outros cinco leitos de UTI para o município ribeirinho de Itacoatiara, onde a empresa mantém uma indústria de beneficiamento de soja e um porto para exportação de grãos.

O Amazonas é um dos Estados mais atingidos pela pandemia, e a expectativa é que os equipamentos doados possam ampliar a capacidade de atendimento do Hospital Regional de Itacoatiara, que é referência também para outros cinco municípios do Médio Amazonas. Cinco aspiradores cirúrgicos já chegaram à unidade e os demais equipamentos – cinco respiradores mecânicos, 15 bombas de infusão, desfibrilador, aparelho de aferição de gasometria e cinco monitores cardíacos – devem chegar nos próximos dias.

As doações da empresa para o setor de saúde dessas cidades totalizam mais de R$ 1,5 milhão.

Covid-19 09 - Doações de equipamentos pela AMAGGI ao Hospital Santa Marcelina em Sapezal MT - Respiradores mecânicos. — Foto: Reprodução

Covid-19 09 – Doações de equipamentos pela AMAGGI ao Hospital Santa Marcelina em Sapezal MT – Respiradores mecânicos. — Foto: Reprodução

ALIMENTAÇÃO

Outro braço de atuação da AMAGGI no combate aos efeitos da pandemia é o fornecimento de cestas básicas para as comunidades onde a empresa está presente. Cerca de R$ 3,5 milhões foram doados para a aquisição de cestas básicas, as quais já estão sendo distribuídas por organizações sociais a famílias em situação de vulnerabilidade social em Mato Grosso, Rondônia e Amazonas.

Por meio da Fundação André e Lucia Maggi também está destinando R$ 2 milhão para o Fundo Um Por Todos e Todos Contra a Covid-19, uma campanha online de arrecadação de alimentos para as famílias mais necessitadas desses estados. A iniciativa é apoiada pela TV Centro América, afiliada da Rede Globo em Mato Grosso.

“A AMAGGI, enquanto empresa do setor agrícola, entendeu que deveria contribuir com a alimentação das milhares de pessoas que perderam a capacidade de sustento de suas famílias, com o objetivo de mitigar os impactos causados pela pandemia. Além disso, colocamos nossos esforços no fortalecimento da rede de saúde em algumas das cidades em que atuamos, adquirindo equipamentos de UTI que serão doados à rede SUS, apoiando a população que mais precisa de um olhar atento neste momento”, explica o presidente executivo da AMAGGI, Judiney Carvalho.

(g1)