Conectado por

Mato Grosso

Coronel Fernanda defende ampliação de escolas militares: ‘notas do Ideb mais altas que a média’


Compartilhe:

Publicado por

em

A candidata do Patriota à vaga no Senado Federal deixada pela ex-juíza Selma Arruda (PODE), Coronel Fernanda (PATRI), defende a ampliação do ensino militar em Mato Grosso. A justificativa seria a nota destas escolas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), maior que a média dos colégios públicos.
Segundo os dados do Ideb, enquanto na escola pública comum a nota chega a 5,6, para as séries finais, na escola militar, o número sobe para 6,4, na capital mato-grossense.  Atualmente, Cuiabá conta com uma unidade de Colégio Militar, a Escola Estadual da Polícia Militar Tiradentes.

Em todo o estado de Mato Grosso, no entanto, há outras unidades em Juara, Lucas do Rio Verde, Colniza, Nova Mutum, Alta Floresta, Rondonópolis, e Sorriso. “Esse é um modelo de educação que deu certo, por isso, temos que expandir o número de escolas militares pelo nosso Estado. Oferecer às nossas crianças e jovens, escola de qualidade, um espaço onde realmente aprendam e sejam preparados para o mercado de trabalho, para colaborar com o futuro do nosso país”, ressalta a candidata.

Para a coronel, o número de escolas militares em Mato Grosso deve ser ampliado. Em Mato Grosso, escolas estaduais da PM de Juara e Lucas do Rio Verde atingiram a nota 7,1 no Ideb, nas séries finais do ensino fundamental.

“Já que há comprovação de que o ensino militar tem excelência, temos que oferecer a mesma oportunidade para outros estudantes. Várzea Grande, Primavera do Leste e tantos outros municípios merecem ter uma escola militar. Esse será um empenho pessoal meu, apoiar a criação de mais unidades educacionais militares no Estado”, frisa a coronel.

Ainda segundo a candidata, as demais escolas militares do Estado também apresentaram notas sempre mais elevadas que às escolas públicas que não adotaram o mesmo modelo de ensino, e sempre superiores à nota 6 no Ideb.

Ficaram de fora apenas as unidades de Rondonópolis e Sorriso que não participaram da última avaliação. As escolas estaduais militares funcionam por meio de parceria firmada entre a Polícia Militar e a Secretaria de Estado de Educação (Seduc/MT).

Olhar Direto

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento