Conectado por

Porto Velho

CORONAVÍRUS: Ministério Público e Tribunal de Contas avaliam serviço call center positivamente

Publicado por

em

Serviço de teleconsultas foi criado para facilitar o atendimento do paciente com suspeita de coronavírus

Continua após a publicidade

 

O serviço de teleconsultas da Prefeitura de Porto Velho, que atende pacientes com suspeita do novo coronavírus, foi avaliado pelo Ministério Público do Estado (MPE), por meio da Promotoria de Justiça da Saúde, e Tribunal de Contas (TCE) e recebeu resultado positivo. Segundo relatório das instituições, o Call Center atende as demandas referentes a Covid-19, cumpre o fluxograma proposto e vem realizando suas atividades com efetividade.

O Call Center foi implantado pela prefeitura de Porto Velho logo no início da pandemia. Atende pelo número 0800 647 5225 todas pessoas com sinais do novo coronavírus e encaminha, conforme os sintomas relatados, para a consulta presencial. Desde que entrou em funcionamento, no dia primeiro de abril, até 30 de junho, o serviço recebeu 61.573 chamadas.

Em maio, 15.343 pessoas foram atendidas através de teleconsultas, conversaram com o médico sobre os sintomas e receberam orientações ou indicações para permanecer em casa ou buscar uma unidade para atendimento presencial. Em junho esses números saltaram para 20.308 atendimentos médicos.

Para testar o serviço oferecido pela prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Ministério Público e Tribunal de Contas realizaram ligações em dias e horários alternados para o número 0800 647 5225 para verificar o atendimento.

“Ao realizar a ligação, a pessoa é informada em que posição da chamada se encontra e inicialmente é atendida por um servidor que solicita informações sobre dados pessoais e sintomas e é orientada a aguardar a ligação de um médico”, atestou o relatório.

Para atender a busca crescente pelo serviço, que se intensificou no mês de maio, a Semusa investiu em melhorias. Aumentou a quantidade de profissionais que compõem a equipe, ampliou o espaço físico e expandiu as linhas telefônicas para atender mais pessoas e reduzir o tempo de espera do paciente na linha.

“Estamos aprimorando o serviço constantemente e isso está sendo refletido na qualidade dos atendimentos prestados. O Call Center hoje não recebe mais reclamações, o tempo de espera é mínimo e a fila para atendimento presencial foi zerada. O município tem feito sua parte de prestar o primeiro acolhimento ao cidadão”, ressaltou a secretária da Semusa, Eliana Pasini.

ASSESSORIA