Conectado por

Saúde

Conheça o skinimalism, tendência de beleza para o outono


Compartilhe:

Publicado por

em

Há alguns anos, a expressão “skincare” chegou com força no Brasil e muitas mulheres adotaram uma rotina de cuidados com a pele. Conforme mais pessoas falavam sobre o assunto, surgiam centenas de produtos no mercado e as etapas de cuidado aumentavam.

Entretanto, a infinidade de dermocosméticos gera uma dúvida: é necessário usar tanta coisa no rosto? A pele precisa mesmo de tudo isso? O novo movimento surgido no mundo da beleza diz que não.

Se antes o skincare era baseado nas dez etapas coreanas, por exemplo, hoje o cenário mudou com a chegada do Skinimalism que pode ser livremente traduzido como uma beleza minimalista, ou seja, que demanda menos passos e produtos.

A ideia aqui é usar apenas cosméticos essenciais e manter uma rotina básica, porém eficaz. O movimento sugere ainda que uma pele bem cuidada, não necessitará mais de tanta maquiagem, deixando um pouco de lado as bases, contornos e iluminadores. A intenção é exibir uma pele natural e diversa das demais, cada uma com suas especificidades. Tendências que já vêm ganhando força como as sobrancelhas naturais, o cabeço bagunçado (messy hair) e a pele com “ar de saúde”, sem alta cobertura, já antecediam esse movimento minimalista.

Mas lembre-se sempre: antes de usar um dermocosmético, consulte o seu dermatologista! Nem sempre o que funciona bem em uma pele terá o mesmo efeito na outra.  Confira algumas dicas básicas para dar adeus aos milhões de produto:

A dermatologista Ana Coutinho explica quais são os passos obrigatórios de skincare para que você consiga o efeito desejado:

Cuidados diurnos

Limpeza: Higienizar a pele é o primeiro passo. Essa limpeza garantirá que todos os resíduos acumulados de outros produtos, de suor e até mesmo da poluição sejam removidos da sua pele. É importante escolher um sabonete ou gel de limpeza específico para o seu tipo de pele. Normalmente, peles secas tendem a usar produtos mais cremosos, enquanto as oleosas dão preferência ao gel.

Hidratação: Independentemente de qual seja o seu tipo de pele é necessário hidratá-la. No entanto, é preciso investir em um hidratante que faça sentido para as suas necessidades. Dessa forma, peles mais ressecadas vão sempre priorizar cremes mais potente e as mais oleosas irão preferir produtos à base água, livre de óleos.

Proteção: O uso do protetor solar ultrapassa a área da beleza, pois é uma questão de saúde. Proteger-se contra os raios solares é a forma mais poderosa de evitar muitas doenças, incluindo o câncer de pele. Assim como os outros produtos, os protetores estão disponíveis para todos os tipos de pele. Além disso, é sempre bom optar pelo que há maior fator de proteção solar. É possível também escolher entre as versões com ou sem cor.

Cuidados noturnos

Nos cuidados da noite é preciso repetir a limpeza e hidratação, mas pode excluir a proteção solar. Após hidratar, você pode adicionar algum produto potencializador para manchas ou acne, por exemplo, caso seja necessário e indicado por um médico especialista. Do contrário, basta finalizar com uma água termal, que ilumina e revigora a pele através de nutrientes específicos.

A dermatologista pontua ainda sobre o prejuízo causado pelo erro na hora de escolher os produtos, os quais podem causar reações adversas, pois cada indivíduo possui necessidades específicas e exige, portanto, uma rotina individual. Ela ressalta a importância de sempre consultar um médico da área.

O Skinimalism, apesar de ser uma nova tendência, resgata muito do Skin Positivy, que visa aderir à pele natural e aceitá-la, sem a intervenção de filtros ou maquiagens pesadas. A ideia é prezar apenas pelo básico e normalizar o seu natural. Trata-se apenas de ser mais real.

Msn.com