Conectado por

Mato Grosso

Com previsão de vacinação, Janaina Riva avalia que governador deve reconhecer escolas como essenciais


Compartilhe:

Publicado por

em

Defensora da proposta, a deputada Janaina Riva (MDB) acredita que o governador Mauro Mendes (DEM) deve sancionar o projeto de lei aprovado nesta quarta-feira (14) pela Assembleia Legislativa (ALMT), que coloca as atividades escolares na lista de serviços essenciais. De acordo com a emedebista, os parlamentares já haviam conversado com o chefe do Executivo estadual, que demonstrou sinais de publicar o texto, mesmo não concordando com o retorno dos alunos para as salas de aula.

Janaina ressalta que o fato de a Assembleia ter aprovado emenda condicionando o retorno das aulas presenciais à vacinação dos profissionais da educação facilita o posicionamento favorável de Mauro.

“O governador se mostrou preocupado com relação a retomada das aulas sem a vacinação dos professores, mas agora com essa garantia acredito que irá sancionar. Ele havia dito, inclusive, que sancionaria mesmo se a Assembleia não incluísse a questão da vacinação dos profissionais da educação, de certa forma, seria uma responsabilidade da Assembleia. Com essa segurança, acredito que o governador irá conseguir sancionar a lei sem maiores problemas. Também melhorou muito o ambiente de saúde do nosso estado”, disse, durante live no perfil do Olhar Direto no Instagram.

A emenda ao projeto do deputado Elizeu Nascimento (PSL) foi amarrada com a garantia dada pelo governo estadual de que irá trabalhar que todos os profissionais da educação sejam vacinados logo após a imunização dos agentes de segurança pública. Não data exata para isso, mas a previsão é que esse primeiro grupo seja totalmente vacinado ainda em abril.

Em relação as instituições privadas nos municípios, ainda é de responsabilidade dos prefeitos definirem se continuam ou não com aulas presenciais. Na Capital, por exemplo, essas unidades podem funcionar no sistema híbrido, permitindo apenas parte das turmas ao mesmo tempo nas salas.

Embate com Sintep

Durante a live, Janaina também rebateu as críticas feitas ao Sintep-MT, que representa os profissionais da educação da rede estadual. O sindicato se posicionou contrário a lei, chegando a publicar post com a frase: “a diferença da Assembleia para as escolas é que eles terão leitos, seu filho não. Aulas presenciais sem vacina é genocídio”.

A deputada afirma que exigir a vacinação dos alunos é desleal com a educação, pois em nenhum país há a previsão da vacinação de crianças, pois ainda está em estudos.

“Enquanto os filhos da população pobre estão sem aula, os meus estão frequentando a escola. É mais desigualdade hoje mantermos as escolas estaduais fechadas. Só vamos aumentar a desigualdade educacional e a defasagem. O EAD não traz pra criança o mesmo ambiente que o escolar”, afirmou.

“Se eles estiverem vacinados eles estarão seguros. Deixem com os pais a preocupação com os nossos filhos. Nossas crianças estão sendo contaminadas dentro da própria casa, não é a escola que vai mudar essa triste realidade”, completou.

Olhar Direto